A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

09/11/2011 12:44

A convite de Murilo, André visita Canasul e fala com empresários

Edmir Conceição

Prefeito e governador se reuniram com empresários de São Paulo e SC interessados em investir na região de Dourados

Governador André Puccinelli e prefeito Murilo Zauith observam mini-usina de etanol do Senai em exposição do Canasul'2011. (Fotos: A Frota)Governador André Puccinelli e prefeito Murilo Zauith observam mini-usina de etanol do Senai em exposição do Canasul'2011. (Fotos: A Frota)

O prefeito Murilo recepcionou no início da noite desta terça-feira, no centro de eventos da Unigran, o governador André Puccinelli, que esteve em Dourados para conhecer a 5ª edição do Canasul (Congresso da Cana de Mato Grosso do Sul).

Após uma rápida visita aos estandes das empresas presentes ao evento estadual, realizado pela primeira vez fora de Campo Grande, o prefeito e o governador se reuniram com oito empresários paulistas e um de Santa Catarina, interessados em investir na região de Dourados para atender a demanda do setor sucroenergético.

Acompanhados das secretárias Neire Colman (Agricultura, Indústria e Comércio de Dourados) e Tereza Cristina Corrêa da Costa (da Produção estadual), Murilo e André conversaram individualmente com cada um dos empresários. As reuniões terminam por volta de 21h30 de terça-feira.

Na conversa, o prefeito e o governador ouviram as propostas dos empresários e apresentaram os incentivos oferecidos pelo município e pelo Estado.

“A vantagem para nós que temos interesse em investir na região é que o prefeito e o governador são mais empresários que políticos. Eles sabem quais são as nossas necessidades. Foi um avanço muito importante”, afirmou Márcio Tamanini, superintendente da Quimisa, uma grande indústria química de Brusque (SC). A empresa fabrica produtos químicos para vários setores, entre os quais as usinas de álcool e açúcar.

Tamanini afirmou que o próximo passo agora é reunir o Conselho de Administração da empresa, apresentar os incentivos oferecidos pelo prefeito e pelo governador e começar a fazer o planejamento para instalar uma unidade na região de Dourados.

A Megh Indústria e Comércio deve se instalar em Dourados em 2012. A empresa com capital 100% nacional atua na fabricação de cera e emulsões para as usinas, com representação na Argentina, Chile Colômbia e Peru.

Após a reunião com o prefeito e o governador, Martin Frank Herman, um dos diretores da empresa, disse que a intenção não é instalar uma unidade da indústria em Dourados, mas sim migrar com toda a sua estrutura para cá.

Herman informou que a sede da empresa está localizada na área central de São Paulo e não existe espaço para expansão. Diante disso, pretende fechar a empresa na capital paulista e transferir a unidade para Dourados. O grupo tem ainda outra unidade instalada em Porto Feliz (SP), que segundo o diretor será transferida também para a cidade, mas de forma gradativa.

Ele declarou que além do espaço, da posição geográfica, da expectativa em termos de desenvolvimento, os incentivos oferecidos pelo município e pelo Estado são fatores decisivos na opção pelo investimento em Dourados.

A indústria será instalada no Distrito Industrial, conforme a proposta apresentada pelo prefeito e o governador na reunião desta terça no Canasul. Martin Herman trouxe inclusive a família para conhecer a cidade, onde pretende fixar residência.

FERTILIZANTES - Outra indústria que manteve audiência através de seus diretores com Murilo e André foi a Agrária Fertilizantes, de Jardinópolis (SP).

O projeto de desenvolvimento do setor sucroenergético na região de Dourados tem atraído a atenção do grupo. Gustavo Branco, um dos diretores, considerou bastante interessante o encontro com o governador e com o prefeito e acredita na possibilidade de investimentos em Dourados. Gustavo explicou que o assunto será discutido pela empresa e em até cinco meses já terá uma decisão.

A Agrária já atende o mercado internacional e em breve chegará ao leste europeu. Parte da matéria-prima que utiliza vem da Bolívia e daí o maior interesse por montar empresas em Mato Grosso do Sul. Caso a empresa opte por investir no MS, serão três unidades e, uma delas em Dourados.

André Puccinelli em reunião com empresários que participam do Congresso da Cana em Dourados. André Puccinelli em reunião com empresários que participam do Congresso da Cana em Dourados.


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions