A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Outubro de 2018

04/09/2009 08:51

Arroz, feijão e carne barateiam a cesta básica

Redação

Em agosto produtos presentes à mesa da maioria dos consumidores, como arroz, feijão e carne, tiveram redução de preço e a cesta básica individual, com 15 itens para alimentação, ficou 1,92% mais barata, segundo pesquisa da Semac (Secretaria de Estado do Meio Ambiente, das Cidades, do Planejamento da Ciência e Tecnologia)feita em Campo Grande.

O custo da cesta no mês passado foi de R$ 209,78, enquanto no mês anterior foi de R$ 213,88. Nos últimos 12 meses houve queda de 2,08% e nos últimos seis meses -3,27%. No ano o decréscimo é de 1,09%.

Em agosto, dos 15 produtos que compõem a cesta básica, nove registraram quedas: batata (9,91%); feijão (6,16%); arroz (4,51%); alface (3,69%); carne (2,91%); leite (2,79%); laranja (2,62%); óleo (1,20%) e macarrão (0,65%). Seis produtos acusaram alta de preço: tomate (14,36%); açúcar cristal (4,56%); sal (3,23%); banana (2,30%) e margarina (1,54%). O pão manteve seu preço inalterado.

Segundo avaliação dos técnicos, a boa safra da batata no período aumentou a oferta do produto e conseqüente queda de 9,91% em seu preço. O preço do feijão registrou queda de 6,16%, índice já esperado devido à normalização dos estoques. Os estabelecimentos pesquisados apostaram nas promoções. Há alguns meses, a queda de preço de algumas marcas do feijão e arroz, produtos de peso no bolso do trabalhador, este fato se deve à boa safra no período.

Familiar

Dólar fecha em queda, cotado a R$ 3,71, de olho no cenário eleitoral
O dólar fechou a sexta-feira (19) em queda com o mercado ainda acompanhando o cenário eleitoral. A moeda caiu 0,26%, vendida a R$ 3,7125. Na semana, ...
Preço da gasolina cai 2% nas refinarias a partir de amanhã
A Petrobras anunciou hoje (19), em sua página na internet, que o preço do litro da gasolina ficará 2% mais barato em média nas refinarias de todo o p...
Índice que reajusta aluguel acumula inflação de 10,88% em 12 meses
O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), usado no reajuste de contratos de aluguel, subiu 0,97% na segunda prévia de outubro. A taxa é inferior ao 1...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions