A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

25/06/2012 21:19

Bolsa Internacional de Turismo abre com expectativa de movimentar R$ 18 milhões

Nyelder Rodrigues e Nicholas Vasconcelos
Encontro visa aproximar operadores internacionais de turismo dos fornecedores de produtos e destinos regionais do MS (Foto: Rodrigo Pazinato)Encontro visa aproximar operadores internacionais de turismo dos fornecedores de produtos e destinos regionais do MS (Foto: Rodrigo Pazinato)

A 1ª Bolsa Internacional de Turismo de Mato Grosso do Sul (BIT-MS) foi aberta na noite dessa segunda-feira (25) em Campo Grande, reunindo operadores de turismo de 18 países e representando 45 empresas.

Conforme a diretora presidente da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul, Nilde Brum, a expectativa é que a bolsa movimente cerca de R$ 18 milhões. O valor esperado é 50% superior aos R$ 12 milhões movimentados em 2009, durante o Salão de Turismo. Na ocasião, 23 operadores de turismo participaram do evento.

O objetivo do BIT é aproximar os operadores, conhecidos como “buyers”, dos fornecedores de produtos e destinos, chamados de “suppliers”. Nessa segunda, foi realizada a abertura oficial do evento, no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo.

Já na terça-feira, será promovida a rodada de negócios, e de quarta até domingo, serão feitos passeios nos pontos turísticos comercializados.

Sobre o potencial turístico do Estado, o governador André Puccinelli destacou o trabalho de divulgação e os destinos regionais. “Nós sempre investimos na divulgação do setor turístico do Mato Grosso do Sul nas viagens internacionais com nossos parceiros, Fiems e Sebrae, para divulgar nossos potenciais. Não só Bonito, mas Bodoquena, Jardim, todo o Estado”, declara.

Operadores - Um dos presentes no BIT-MS, Aurélio Madeira, é operador de turismo. Brasileiro, ele mora nos Estados Unidos e lá trabalha com turismo desde 1988, sendo especialista em viagens para a Amazônia e Pantanal.

Ele crê que esse evento seja bom para alavancar o turismo no Estado, já que em comparação com a Amazônia, que é muito divulgada, o Pantanal é pouco divulgado entre os destinos turísticos.

“Vindo aqui, conheço melhor os destinos que vou comercializar e tenho mais confiança para vender eles lá”, conta Miranda, que afirma ter fechado um pacote com casal do estado americano do Texas, para eles conhecerem Amazônia e Foz do Iguaçu, e também conseguiu convencê-los de visitar o Pantanal.

De acordo com Nilde Brum, a intenção do BIT-MS é justamente divulgar o Mato Grosso do Sul internacionalmente e promover o encontro de suppliers e buyers. “Queremos colocá-los frente a frente, estabelecendo uma relação de confiança, e com isso gerar negócios a curto e médio prazo”, comenta.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions