A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Outubro de 2018

03/05/2018 15:34

Celulose "bate" a soja e exportações chegam a um terço das vendas de MS

Vendas externas de celulose somam US$ 561 milhões no primeiro quadrimestre, alta de 74%

Osvaldo Júnior
Celulose na fábrica da Eldorado, em Três Lagoas (Foto: André Bittar/Arquivo)Celulose na fábrica da Eldorado, em Três Lagoas (Foto: André Bittar/Arquivo)

Com expansão do setor de floresta em Mato Grosso do Sul, a celulose tirou da soja a posição de principal produto da pauta das exportações do estado. De janeiro a abril de 2018, a receita com as vendas externas do insumo somou US$ 561,73 milhões, o que corresponde a um terço de todo valor proporcionado pelos produtos sul-mato-grossenses destinados a outros países no primeiro quadrimestre deste ano. No total, as exportações geraram receita de US$ 1,728 milhões nos quatro primeiros meses de 2018.

Os números, disponibilizados nesta quinta-feira (dia 3) pelo MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), mostram que a receita com as exportações de Mato Grosso do Sul cresceu 9,12% de janeiro a abril deste ano na comparação com igual período de 2017 (US$ 1,584 milhões). O resultado sinaliza recuperação das vendas, depois de retração no ano passado: no primeiro quadrimestre de 2017, a receita havia caído 4,8% em relação ao ano anterior.

O maior impulsionador do avanço deste ano é a celulose. Foram embarcados para a China, Itália, Holanda, Estados Unidos, entre outros países, 1,304 milhão de toneladas do produto, o que proporcionou receita de US$ 561,739 milhões, o melhor resultado da história e equivalente a 32,5% das exportações sul-mato-grossenses. O valor representa alta de 74,5% sobre o montante de igual intervalo de 2017, que foi de US$ 321,9 milhões.

Soja, tradicional líder das exportações, perdeu a posição para a celulose (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)Soja, tradicional líder das exportações, perdeu a posição para a celulose (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)

Celulose X soja – Com esse resultado, a celulose deixou a soja para trás. A receita com as vendas externas da oleaginosa somou US$ 556,41 milhões de janeiro a abril de 2018, redução de 13,47% frente ao mesmo período do ano anterior (US$ 643,031 milhões).

Em 2015, ano atípico para as exportações de soja, a receita no primeiro quadrimestre também foi menor que o da celulose: os valores respectivos foram US$ 299,65 milhões e de US$ 323,115 milhões. 

Em MS, há cerca de 550 mil hectares de florestas plantadas (Foto: André Bittar/Arquivo)Em MS, há cerca de 550 mil hectares de florestas plantadas (Foto: André Bittar/Arquivo)

Expansão – O avanço do desempenho das exportações de celulose ocorre em momento de expansão do setor de floresta em Mato Grosso do Sul. A Fibria, por exemplo, que tem unidade em Três Lagoas e lidera o mercado mundial de celulose de eucalipto, produziu 1,588 milhão de toneladas do produto nos três primeiros meses deste ano, alta de 32% sobre os mesmo período de 2017. O lucro da companhia cresceu 87% e somou R$ 615 milhões.

Em Mato Grosso do Sul, a produção anual da Fibria e da Eldorado soma 4,95 milhões de toneladas de celulose e de 236 mil toneladas de papel, conforme números de 2017. O setor emprega aproximadamente 11 mil trabalhadores no estado. A área de plantio também é acentuada: são 550 mil hectares de florestas plantadas.

Celulose bate a soja e exportações chegam a um terço das vendas de MS
Dólar fecha terça-feira com leve alta, cotado a R$ 3,69
O dólar fechou a terça-feira (23) em leve alta de 0,21%, vendida a R$ 3,6962. Na máxima do dia, a moeda chegou a R$ 3,7227. O mercado financeiro acop...
Dólar tem leve queda e abre semana cotado a R$ 3,68
O dólar abriu a semana em queda de 0,65%, sendo cotado a R$ 3,6883. Na mínima desta segunda-feira (22), a moeda chegou a R$ 3,6692. O mercado finance...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions