ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, DOMINGO  17    CAMPO GRANDE 22º

Economia

Cesta básica acumula alta de 28% em Campo Grande, 3º maior índice do País

Capital fecha 2020 com produtos de alimentos custando R$ 576,48

Por Gabriel Neris | 11/01/2021 10:45
Óleo de soja disponível para venda. Item foi o que mais pesou no bolso do consumidor em 2020 (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)
Óleo de soja disponível para venda. Item foi o que mais pesou no bolso do consumidor em 2020 (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)

O custo da cesta básica durante dezembro fechou em média de R$ 576,48, sétimo valor mais caro do Brasil, de acordo com o Dieese. O produto de alimentou fechou 2020 com variação anual de 28,08%, a terceira maior alta do País.

Na comparação com novembro de 2020, houve ligeira queda de 2,14%. O valor representa 59,64% do salário-mínimo.

Na variação do ano, o produto que mais apresentou alta foi o óleo de soja (108,71%). Outros itens que pesaram no bolso do consumidor foram o arroz (85,09%), a batata (83,08%), a banana (49,67%), o tomate (46,63%) e o feijão (38,84%).

A carne, item praticamente indispensável no prato do trabalhador, fechou com alta de 25,51%. Também encerraram o ano com alta o açúcar (25,53%), o leite (24,08%), a farinha (11,49%), o café (4,11%), a manteira (3,51%) e o pão (2,78%).

Na comparação de novembro a dezembro, a batata foi quem apresentou maior variação (4,16%), com preço médio de R$ 4,76 o quilo. Também tiveram alta mensal a banana (2,92%), feijão carioquinha (2,71%), açúcar (1,72%) e farinha de trigo (1,25%).

O tomate foi o item que apresentou maior queda de preço (-20,33%), com preço médio de R$ 4,78 o quilo. Também houve redução de valor no preço do óleo (-4,33%), arroz agulhinha (-3,23%), leite integral (-2,61%), carne bovina (-1,24%), café (-1,03%), manteiga (-1,03%) e pão francês (-0,78%).

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário