A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Outubro de 2017

01/10/2014 15:05

Em um ano, comércio movimenta R$ 37 bilhões e emprega 128 mil em MS

Priscilla Peres
Pesquisa Anual do Comércio divulgada hoje revela  dados das empresas comerciais do Estado.(Foto: Marcelo Victor)Pesquisa Anual do Comércio divulgada hoje revela dados das empresas comerciais do Estado.(Foto: Marcelo Victor)

As empresas comerciais de Mato Grosso do Sul movimentaram R$ 37.167 bilhões em 2012, referentes à receita bruta de revenda e de comissões sobre venda. No mesmo período os salários, retiradas e outras remunerações somaram R$ 1.760 bilhão, segundo dados do PAC 2012 (Pesquisa Anual do Comércio).

Divulgada hoje pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), até 31 de dezembro de 2012 haviam 128 mil pessoas empregadas pelo comércio e 20 mil unidade locais com receita de revenda. A margem de comercialização foi de R$ 1.760 milhão.

Nesse contexto, o comércio por atacado responde R$ 17,451 bilhões da receita bruta de revenda e emprega mais de 17 mil funcionários. Em 2012, esse segmento movimentou R$ 336 milhões em salários, retiradas e outras remunerações.
O comércio varejista apresenta receita bruta de R$ 15,201 bilhões, emprega 95 mil trabalhadores e movimentou em 2012, R$ 1.140 bilhão. Já o comércio de veículos, peças e motocicletas tem receita bruta de R$ 4.514 bilhões, emprega 16 mil pessoas e com salários e outra remunerações movimentou R$ 283 milhões.

Ainda conforme os números do IBGE, a região Centro-Oeste tem receita bruta de R$ 248 bilhões, margem de comercialização de R$ 48 bilhões, e movimenta R$ 11 milhões com salários e outras remunerações. O comércio da região emprega 835 mil pessoas em 139 mil unidades com receita de revenda.

Brasil - Os dados da PAC 2012 revelam que o país tem 1,613 milhão de empresas comerciais que ocuparam 10,2 milhões de pessoas em 2012, representando 600 mil postos de trabalhos a mais que em 2011. Estas receberam R$ 150,1 bilhões em salários, retiradas e outras remunerações e geraram R$ 2,4 trilhões em receita operacional líquida (deduzidos impostos, contribuições, vendas canceladas, abatimentos e descontos incondicionais).

O estrato certo da pesquisa, composto por empresas com 20 ou mais pessoas ocupadas, respondeu por 3,6% das empresas comerciais (58 mil), mas gerou 73,7% da receita operacional líquida (R$ 1,8 trilhão) e respondeu por 59,5% (R$ 89,9 bilhões) do total gasto em pagamento de salários, retiradas e outras remunerações, referentes a 45,1% de pessoas ocupadas (4,6 milhões).




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions