ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, DOMINGO  27    CAMPO GRANDE 34º

Economia

“Estamos saindo na frente”, diz Reinaldo sobre projeto de concessão da Sanesul

Objetivo é universalizar a coleta e o tratamento do esgotamento nas 68 cidades onde a empresa opera

Por Gabriel Neris | 11/08/2020 18:30
Secretário de Governo, Eduardo Riedel, e o governador Reinaldo Azambuja (Foto: Chico Ribeiro/Segov)
Secretário de Governo, Eduardo Riedel, e o governador Reinaldo Azambuja (Foto: Chico Ribeiro/Segov)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) apresentou nesta terça-feira (11) em videoconferência os potenciais de Mato Grosso do Sul e da PPP (Parceria Público-Privada) da Sanesul.

O objetivo é universalizar a coleta e tratamento de esgotamento sanitário em 68 municípios, atingindo 1,7 milhão de pessoas.

Cinco grupos de investidores da Bolsa de Valores de São Paulo, a B3, demonstraram interesse no projeto de PPP da Sanesul, faltando 45 dias do leilão.

“O Estado se preparou para receber esse investimento privado. No marco legal do saneamento do Brasil, estamos saindo na frente com uma PPP bem modelada e equilibrada, com segurança para os investidores. Posso garantir que quem entrar nessa parceria vai investir em um dos Estados mais promissores”, disse o governador.

O projeto prevê R$ 4,5 bilhões de investimentos nos sistemas de esgotamento do Estado para os próximos 30 anos. A meta é alcançar a universalização do sistema nos primeiros dez anos de contrato, com obras e serviços de implantação, recuperação, manutenção e operação de infraestrutura.

De acordo com a Sanesul, a cobertura do esgotamento sanitário saltou de 13% para 50% nos últimos dez anos.

O leilão na B3 está marcado para 23 de setembro. A modalidade escolhida é a de concorrência administrativa, de menor preço apresentado por metro cúbico de esgoto.

Katyna Argueta, representante da PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento) no Brasil, destacou que o projeto de Mato Grosso do Sul vai ao encontro da meta global da Agenda 2030. “O projeto coloca Mato grosso do Sul como pioneiro no Brasil nesse entendimento”.

Regras de comentário