ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, TERÇA  25    CAMPO GRANDE 27º

Economia

Fábrica indicada por ministra deve gerar 300 novos empregos na Capital

Por Wendell Reis | 23/03/2012 14:58

Prefeitura vai investir na qualificação de profissionais para atuar na empresa

Em meio à cerimônia, o governador recebeu um telefonema do secretário Carlos Marun e pediu para ele agradecer a indicação de Gleisi Hoffmann (Foto: Pedro Peralta)
Em meio à cerimônia, o governador recebeu um telefonema do secretário Carlos Marun e pediu para ele agradecer a indicação de Gleisi Hoffmann (Foto: Pedro Peralta)

O prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho (PMDB), acompanhado do governador André Puccinelli (PMDB), assinou na manhã desta sexta-feira (23) contrato para a instalação da empresa Uninter em Campo Grande. A indicação de Mato Grosso do Sul para a instalação da empresa foi feita pela ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, que já foi secretária de Governo no Estado.

A expectativa é de que a empresa, gere 300 empregos diretos em Campo Grade e produza 350 mil aparelhos entre tablet, notebook e netbook, com a expectativa de ficar entre as dez maiores fabricantes do País. O diretor executivo do grupo, Edmilson Picler, explicou que a empresa atua na educação, tem 140 mil alunos no País e agora decidiu investir na produção de eletrônicos, com o desafio de transformar tecnologia em algo acessível para todos.

O prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho, lembrou que o Município já começa a capacitar mão-de-obra para atender a demanda da empresa, desejando que a empresa tenha um território fértil para desenvolvimento e aperfeiçoamento. “Teremos orgulho de ter um produto com a marca made in Campo Grande.

O prefeito lembrou ainda do desenvolvimento do setor industrial em Campo Grande na sua administração. “Demos um salto na questão industrial, que era a terceira economia da cidade e hoje é a segunda. Superou o agronegócio... Digo hoje que é o segundo ramo da economia, perdendo só para serviços. É importante para geração de emprego, desenvolvimento. Ter uma economia forte, ligada a esta questão. Normalmente as questões climáticas adversas como a Aftosa pode afetar a economia do agronegócio, já a da indústria não. Ela tem uma desenvoltura mais própria. A gente está muito feliz”, declarou.

O governador André Puccinelli se recordou da parceria entre a Prefeitura de Campo Grande, a Fiems (Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso do Sul) e a Câmara de Dirigentes Lojistas, ainda em 1999, que possibilitou a mudança da legislação da Capital, garantindo por meio de diversos incentivos, a instalação de indústrias em Mato Grosso do Sul.

Puccinelli também falou da parceria entre a Prefeitura e o Governo do Estado, lembrando da parceria entre os secretários de desenvolvimento do Estado e Município, Tereza Cristina e Edil Alquerque, respectivamente, para garantir a instalação de indústrias em Mato Grosso do Sul.

O vice-prefeito e secretário de Desenvolvimento, Edil Albuquerque, lembra que a tendência é de que cada aluno no País tenha um tablet, exemplificando a importância do investimento. Edil ressalta que entre os incentivos para garantir a instalação de novas empresas em Campo Grande está a isenção de IPTU, ISS da construção e doação de terreno.

Segundo o secretário, a empresa Uninter deve montar um barracão no mês de abril para iniciar o processo de formação dos funcionários, até que a fábrica seja instalada, em novembro. O secretário destaca ainda que a Prefeitura também investe nas empresas que já atuam na Capital. Como exemplo, cita a empresa Brasráfia, que fabrica sacos. Nesta manhã a empresa, que atuava em um terreno pequeno na Capital, inaugurou um novo prédio, moderno e com novos equipamentos.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário