ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, DOMINGO  21    CAMPO GRANDE 24º

Economia

Feira do varejo começa hoje com expectativa de movimentar R$ 80 milhões

Priscilla Peres | 22/09/2014 19:35
Abertura da Feira reuniu dezenas de representantes do setor na tarde de hoje. (Foto: Priscilla Peres)
Abertura da Feira reuniu dezenas de representantes do setor na tarde de hoje. (Foto: Priscilla Peres)

Começou hoje em Campo Grande, a 24º edição da Feira de Negócios do varejo de Mato Grosso do Sul que até o dia 24 de setembro espera reunir mais de 3 mil pessoas. Com o intuito de aproximar compradores e fornecedores, a expectativa da organização é chegar aos R$ 80 milhões em negócios, valor alcançado em 2013.

Mais do que capacitar e fazer negócios, a Feira visa debater assuntos que afligem o setor, como os custos da empresa, a falta de mão de obra qualificada e o consumo em queda. "Essa é a hora de nós buscarmos conhecimento, de investir em um diferencial para inovar e conseguir se manter no mercado de forma competitiva", disse o presidente da Amas (Associação Sul-mato-grossense de Supermercados), Marcelo Gutierre.

O presidente da Amas ainda destaca dificuldades que o setor enfrenta, como o custo da energia elétrica e as normas regulamentadoras que estabelecem sobre as regras de segurança no trabalho. "A categoria precisa se unir e participar ativamente das discussões para conseguirmos vitórias, como o fim da lei dos caixas que obrigava a manter todos os caixas funcionando durante promoções", afirma Marcelo.

Valdivino José de Souza, presidente da Asmad/MS (Associação Sul-mato-grossense de Atacadistas e Distribuidores), falou sobre a retração no consumo e as consequencias para o setor. "As pessoas estão consumindo menos por que o endividamento está alto e isso reflete diretamente no país. A produção industrial já caiu e tem refletido no PIB (Produto Interno Bruto) nacional cada vez mais baixo", disse, ao lembrar que as expectativas para o próximo ano também não são as melhores.

O prefeito Gilmar Olarte (PP) participou da abertura da Feira e ressaltou que é preciso "caminhar de mãos dadas para objetivos maiores". Na oportunidade, fez questão de reafirmar que o dinheiro para pagar o décimo-terceiro salário dos servidores está garantido. "Sabemos que o comércio precisa disso, mesmo por que são quase R$ 100 milhões que serão injetados na economia", disse.

Super Amas - A Feira é organizada anualmente pela AMAS (Associação Sul-mato-grossense de Supermercados) e o SindSuper (Sindicato do Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios de Campo Grande). Este ano participam 600 marcas em 70 estandes dos setores de Supermercados, Padarias, Conveniências, Bares, Hotéis e Restaurantes.

Paralelamente à Feira acontece o Congresso sobre o tema “Crescimento e Sustentabilidade: Campeões na Relação de Consumo”, com palestras e seminários ministrados por especialistas nacionais e internacionais, maximizando conhecimento, networking, qualificação profissional e o desenvolvimento dos setores envolvidos.

As inscrições são gratuitas para os varejistas e expositores. O supermercadista do interior associado a Amas é beneficiado com hospedagem. A Feira acontece nos dias 22, 23 e 24 de setembro no Centro de Convenções e Exposições Albano Franco, das 9h às 23h.

Nos siga no Google Notícias