A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Outubro de 2018

04/03/2010 21:15

Formatura de medicina gera déficit em hotéis de Dourados

Redação

Neste fim de semana acontece a formatura da turma de medicina da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) e devido à demanda de um grande público, a rede hoteleira da cidade amarga déficit de pelo menos mil vagas.

De acordo com Estéfano Teló, presidente da Associação dos Hoteleiros e que abriga atualmente 28 estabelecimentos com duas mil vagas, essa é uma situação que ocorre principalmente durante a formatura do curso de medicina e período de vestibular.

Conforme Teló, 65% das acomodações estarão por conta deste público específico. "A hotelaria é um segmento em expansão, mas com muito a crescer para melhor atender a demanda que o mercado exige".

Com a falta de vagas em hotéis, uma das opções aos turistas são as chácaras, com infra-estrutura básica para acomodar, principalmente os familiares dos formandos que vêm em grande número de pessoas.

Administradora de uma chácara na cidade, a empresária Cíntia Sakaguti está surpresa com a intensa procura do local para confraternizações de empresas e principalmente para o público universitário.

Buffet - Para se ter uma idéia da grandeza da formatura, foi contratada uma empresa de buffet de Paranavaí (PR), que levou até Dourados uma equipe com 120 pessoas, além de dois caminhões e um ônibus. O grupo também está instalado numa chácara.

A V turma de Medicina da UFGD tem 55 acadêmicos, dos quais apenas um é de Dourados, de acordo com reportagem do Dourados Agora. A informação é do presidente da comissão de formatura e futuro médico Rafael Alexandre Milanezi Alves, natural de Maringá (PR). Segundo ele, apenas sete acadêmicos contando com ele se estabelecerão na cidade, atuando no mercado de trabalho local.

Rafael também explicou que foram investidos cerca de R$ 350 mil reais só na realização do evento, com a contratação de empresa de fotografia, que acompanha a turma desde o terceiro ano, buffet, decoração, salão de evento, cerimonial, banda, segurança entre outros serviços.

Loja terá que pagar indenização por colocar nome de consumidor no SPC e Serasa
Os desembargadores da 5ª Câmara Cível negaram recurso da rede de varejo Casas Bahia contra sentença que a condenou ao pagamento de R$ 7 mil por danos...
Justiça condena empresa telefônica por bloquear linha de cliente
Os desembargadores da 3ª Câmara Cível negaram recurso da companhia telefônica Tim, condenada em primeiro grau a pagar R$ 8 mil a um morador de Três L...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions