A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

23/01/2012 16:44

Heróis dos bairros: mercados sobrevivem aos grandes concorrentes batendo à porta

Paula Maciulevicius

Só no ano que se passou, três novos supermercados e seis “atacarejos” ergueram imponentes estruturas em Campo Grande

Há três anos cenário da Vila Sobrinho mudou. A poucos metros do mercado do bairro, grande rede abriu às portas e se mostrou concorrente. (Foto: João Garrigó)Há três anos cenário da Vila Sobrinho mudou. A poucos metros do mercado do bairro, grande rede abriu às portas e se mostrou concorrente. (Foto: João Garrigó)

Eles sobrevivem mesmo com a concorrência de grandes redes batendo à porta. Como heróis dos bairros, os mercados e supermercados não levam esse nome apenas por salvar a dona de casa no apuro da falta de um ingrediente para o almoço, é por sobreviver às cargas tributárias e aos concorrentes, cada vez maiores.

Só no ano que se passou, três novos supermercados e seis “atacarejos” ergueram imponentes estruturas em Campo Grande. O nome vem da junção atacado e varejo. Opção que abastece muitas dispensas a preço de custo.

Mesmo com todo este cenário que tende a desvalorizar os pequenos, eles se mostram verdadeiros heróis. Dados da Amas (Associação dos Supermercados de Mato Grosso do Sul) revelam que os supermercados de bairros cresceram 6% no ano passado. Um deles é o Pires, que há três anos e meio viu poucos passos adiante um Comper abrir as portas na Vila Sobrinho.

“No começo a gente ficou triste com a concorrência né, mas no geral acaba que traz mais sucesso, você vê que continuou mesmo com a concorrência”, fala a gerente Elaine Pereira de Oliveira, 29 anos.

Entre atacarejo, grande rede e mercado do bairro, médico abastece a dispensa de casa. (Foto: João Garrigó) Entre atacarejo, grande rede e mercado do bairro, médico abastece a dispensa de casa. (Foto: João Garrigó)

Com o negócio no sangue, ela e a família tocam o ramo de supermercados há uma década. Longe de fechar as portas, o supermercado ganhou o 4° lugar na premiação da Amas, em 2011. Com 13 lojas espalhadas pela cidade, ainda neste trimestre mais três abrirão ao público.

“É o atendimento, o que a gente cultiva há 10 anos todo santo dia. O atendimento ao público é o carro chefe do supermercado”, explica Elaine sobre o segredo da sobrevivência.

O resultado são clientes satisfeitos e o estabelecimento cheio. “Esse é o problema de ter perto de casa. Toda hora você está no Pires, se esquece alguma coisa, eu venho mais de uma vez por dia”, conta o socorrista Alfredo Mendes, 54 anos.

Ele e o restante da clientela não escondem que vão ao supermercado da frente. Ter os dois por perto traz à tona um costume de quem quer pagar o menor preço, pesquisar. A peregrinação pelo bom preço é rotina para o médico Marcos Vinícius Bento, 48 anos.

Ao procurar os tomates mais maduros ele confessa que dependendo do tamanho da compra, vai até os tradicionais atacados e varejos, mas as compras “frescas” para a semana são ali na redondeza mesmo.

“Eu compro parte aqui e parte lá, venho primeiro aqui, o que está acima do preço eu vou lá. Eu levo pelo produto, onde tiver mais em conta”, observa o médico.

“Achei que pelo nome, o Pires não fosse aguentar, mas não, está aí até hoje”. (Foto: João Garrigó)“Achei que pelo nome, o Pires não fosse aguentar, mas não, está aí até hoje”. (Foto: João Garrigó)

Há três anos, quando viu as portas de uma rede de supermercados abrir, o que a pedagoga Vivian Regina Moura, 28 anos, sentiu foi que o mercado mais chegado fecharia as portas.

“Achei que pelo nome, o Pires não fosse aguentar, mas não, me superou está aí até hoje. Cliente fiel não sai e o que é muito bom são as promoções”, comenta.

Estratégia de marketing que deu certo, cada dia da semana tem promoções, não só a quinta verde, como a quarta também. A sexta da carne, o domingo “mix” de churrasco e bebidas e a segunda de padaria e perecíveis.

“O cliente já está acostumado, se a gente muda, reclamam”, brinca a gerente Elaine.

Para quem acompanha o cenário de perto há muito tempo, o vice-presidente da Amas, Adeilton Feliciano do Prado, vê a situação como transcorrer natural. “É a tendência das grandes redes virem chegando. Eles pesquisam para onde ir e vão entrando. E o pequeno é que tem que se virar”, afirma.

O “se virar” é em relação ao preparo dos pequenos mercados que precisam obrigatoriamente acompanhar a modernização.

“A gente percebe que no decorrer dos anos, o mercado que se modernizou mais e tem um bom atendimento está ficando, mesmo com os grandes. Porque o consumidor além do atendimento quer praticidade, rapidez, acesso fácil e geralmente estamos próximos a casa deles”, relata.

Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...
Consumidor terá 30 dias para contratar serviço de esgoto antes de ser multado
Será apresentado às 9h de segunda-feira (18) um termo de parceria entre o Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de Mato ...


Ótima matéria!!! Gosto de mercado pequeno, de bairro...faço as compras, entregam dentro da minha casa. Não levo lista, memorizo o que tem em cada corredor. E adoro comprar no Pires. Parabéns à todos os "heróis" pelo atendimento personalizado.
 
Elinete Ricartes em 24/01/2012 12:11:24
Elaine, será que tem jeito de transfirerem vc para o PIRES CAFEZAIS? Aquele supermercado é uma vergonha, o único grande em nossa região trata os clientes como lixo. Não tem preços nas prateleiras e gondôlas os preços são exorbitantes, as reclamações não surtem efeitos. Mas como a maioria da população deste lado da cidade é desprovida de informação quase ninguém reclama... Em resumo é uma VERGONHA!
 
Higor Rocha em 24/01/2012 12:05:31
E o pior de tudo: o famigerado "vale alimentação" que só os grandes mercados aceitam. Vale alimentação exige imposto, e estrutura cara que a maioria das mercearias e mercadinho pequenos não podem arcar. Então infelizmente uma parcela dos trabalhadores que recebem este benefício simplesmente não pode gastar nos mercadinhos e mercearias dos bairros. E aos que perseveram neste ramo parabéns !!
 
Angelo Fantin em 24/01/2012 02:18:12
BOA TARDE A TODOS QUE COMENTARAM A MATÉRIA DO CAMPO GRANDE NEWS. EU GOSTEI MUITO DA REPERCUSSÃO DA MATÉRIA. E AGRADEÇO A CADA COMENTARISTA. EU AGRADEÇO A DEUS E CADA UM DE VCS EM NOME DOS MEUS TIOS FRANCISCO PIRES E MANOEL PIRES E TAMBÉM DE MINHA MÃE MARIA ANTONIA, PELO CARINHO E APOIO. LI CADA COMENTÁRIO E FIQUEI FELIZ PELO RECONHEIMENTO TANTO NOS PREÇOS COMO NA AGILIDADE NAS COMPRAS. VALEU!
 
ELAINE CÁSSIA PEREIRA DE OLIVEIRA em 24/01/2012 01:50:42
Interessante a matéria! Eu já morei vizinho do Extra, sentia falta de um pequeno mercado, nas redondezas. Compro sempre carnes, verduras e bebidas geladas no Supermercado Pires, por ser perto da minha casa. Sobre o aspecto econômico as coisas se equivalem. Tem lugar prá todos. Acho que por serem menores, e administrados por pessoas com mais poder de decisões, a agilidade é a chave do sucesso!
 
João F. Lopes em 23/01/2012 11:06:25
O contexto da matéria é boa, porém tem um tom de merchandising para essa rede de supermercado Pires, que por ser uma rede, deveria cobrar mais barato de seus clientes, já que compra alimentos em grandes quantidades, tem publicidades coletivas etc....
 
Thiago Henrique de Souza Almeida em 23/01/2012 10:18:05
Parabéns a Rede Pires, empresa local, familiar, crescendo organizadamente. Sucesso ao Sr. Francisco Pires em nome de todos.
Supermercados de Vizinhança, verdadeiros heróis, geradores de emprego e renda.
 
Gleydson Machado em 23/01/2012 09:33:31
Isso mostra o quanto o atendimento tem importância. A atenção que os funcionários tem com os clientes é simplesmente maravilhoso, conhecendo a maioria dos clientes se mostrando sempre dispostos a ajudar e atender no que for necessário.
Parabéns a Rede Pires de Supermercados!!!!
 
Fabiana Paula Rocha em 23/01/2012 09:09:40
AMEI A MATÉRIA ... A CONCORRÊNCIA TRAZ SUCESSO E CRESCIMENTO. COM TODA A BATALHA DO DIA A DIA, TRABALHAR EM UMA EMPRESA SÉRIA E ESTRUTURADA ME TRAZ MUITA SATISFAÇÃO... SUPERMERCADOS PIRES, ESTÁ NO MEU SANGUE E NO MEU CORAÇÃO. =D... *ELAINE OLIVEIRA* GERENTE SUP. PIRES TAMANDARÉ. OBRIGADA PESSOAL DO CAMPO GRANDE NEWS .

 
ELAINE CÁSSIA PEREIRA DE OLIVEIRA em 23/01/2012 07:40:15
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions