A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Maio de 2017

12/05/2017 12:30

Lojas apostam em promoções em itens procurados para agradar as mães

Priscilla Peres e Ricardo Campos Jr
Pelo Centro, placas de promoções para a data.
(Foto: André Bittar)Pelo Centro, placas de promoções para a data. (Foto: André Bittar)

O Dia das Mães será comemorado no domingo (13) e pela ruas é possível encontrar várias promoções para quem está em busca de presentes. Lojas de roupas, eletrodomésticos, celulares e até supermercados aderiram a estratégia de preços menores para atrair mais clientes.

No Centro, os itens apontados como preferidos para a data são também os mais encontrados. De olho nisso o proprietário de uma loja da empresa de telefonia Claro, Gustavo de Souza, 26, aumentou o número de funcionários e quem comprar um celular além de 20% a 30% de desconto, ganha a capa de proteção e a película.

Na Ricardo Eletro todo os produtos de mostruário estão com desconto de até 70%. O gerente Fabio de Jesus Barbosa explica que desde o começo do mês o movimento está bom, apesar de menor com o ano passado.

Já na loja roupas Atitude, a gerente Maria Skell explica que todos os produtos são vendidos por no máximo R$ 29,99. "Nós estamos apostando na promoção e acreditamos que fará diferença", diz ela que tem esperança de grande movimento amanhã e terá reforço no número de funcionários.

Até a meia-noite de hoje o supermercado Extra realiza o Pink Friday com ofertas nos setores têxtil, eletro e bazar, além de alimentos e decoração. Celulares, notebooks, televisores e eletroportáteis com até 50%.

Movimento deve crescer entre hoje e amanhã (Foto: André Bittar)Movimento deve crescer entre hoje e amanhã (Foto: André Bittar)

Expectativa - Pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento Fecomércio/MS, mostra que as lojas de departamento apontam para um crescimento mensal de até 10% o que deve gerar uma movimentação de R$ 25 milhões de reais.

"Se falarmos dessas expectativas para empresas de pequeno porte, são recursos a mais que podem chegar a R$ 30 mil em cada estabelecimento”, comenta a economista do IPF/MS, Daniela Dias.

“Somente na capital, no perímetro formado pelas ruas 14 de julho e Rui Barbosa e as avenidas Afonso Pena e Mato Grosso, há aproximadamente 407 lojas. Nos shoppings de Campo Grande (Campo Grande, Norte Sul, Estação, Bosque dos Ipês e Pátio Central) são mais de 500 lojas. Se cada uma aumentar suas vendas mensais em pelo menos R$ 1 mil, a movimentação poderá chegar a quase R$ 1 milhão de reais”.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions