A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

13/02/2012 18:15

Ministério da Fazenda reduz projeções oficiais de crescimento da economia

Wellton Máximo, da Agência Brasil

Brasília – O Ministério da Fazenda reduziu as projeções oficiais de crescimento para a economia brasileira em 2011 e em 2012. Segundo a publicação Economia Brasileira em Perspectiva, as estimativas de expansão do Produto Interno Bruto (PIB) foram atualizadas para 3,2% e 4,5%, respectivamente.

Na publicação anterior, divulgada em dezembro, o ministério apostava em crescimento de 3,8% para 2011 e 5% para 2012. O resultado do PIB do ano passado será divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no início de março.

Para a Fazenda, o ritmo do crescimento da economia será mais intenso nos dois próximos anos. O ministério prevê expansão de 5,5% em 2013 e 6% em 2014. Entre 2011 e 2014, a média de crescimento da economia será 4,8% ao ano, maior que a média dos 4,6% anuais registrados de 2007 a 2010.

“Depois da acomodação em 2011, a economia brasileira vai se acelerar. Com investimentos tanto do setor privado, como do setor público, a média de expansão do PIB até 2014 deve ser superior à dos quatro anos anteriores”, avaliou o ministério, na publicação.

Mesmo com os ajustes, a previsão de crescimento está mais otimista que as estimativas do mercado. Segundo o boletim Focus, pesquisa com analistas financeiros divulgada toda semana pelo Banco Central, o PIB deve encerrar 2012 com crescimento de apenas 3,3%.

A previsão para a inflação oficial pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foi mantida em 4,7% neste ano, perto do centro da meta, que é 4,5%. A projeção é a mesma apresentada pelo Banco Central no último Relatório de Inflação, lançado em dezembro. O número, no entanto, está abaixo dos 5,29% previstos pelas instituições financeiras no boletim Focus.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions