A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

17/10/2016 10:58

Preço da gasolina sobe e apesar de revisão, não há previsão de queda

Petrobras anunciou na sexta-feira (14) que preço da gasolina e diesel iria reduzir nas refinarias, mas retração ainda não chegou aos consumidores

Renata Volpe Haddad
Preço da gasolina subiu em outubro e o litro está sendo vendido na Capital por R$ 3,39. (Foto: Pedro Peralta)Preço da gasolina subiu em outubro e o litro está sendo vendido na Capital por R$ 3,39. (Foto: Pedro Peralta)

A gasolina ficou 0,87% mais cara nas últimas quatro semanas em Mato Grosso do Sul. Segundo dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo), o valor médio subiu de R$ 3,42 para R$ 3,45, pesando no bolso do consumidor. Apesar do anúncio da Petrobras na semana passada de que reduziria o preço dos combustíveis nas refinarias, postos ainda não sabem se essa queda chegará até as bombas.

Mesmo com o reajuste, ainda é possível encontrar "promoções" no litro da gasolina. O Campo Grande News percorreu seis postos de combustíveis em Campo Grande e o valor mais caro encontrado foi de R$ 3,39, abaixo da média da ANP.

Se for comparar valores mínimos, o reajuste é ainda maior, de acordo com a ANP, já que o menor preço da gasolina no Estado era encontrado a R$ 3,08 há quatro semanas. O aumento é de 2,09%, sendo que agora, o preço mínimo é comercializado em bairros, a R$ 3,17.

Segundo a gerente do posto WA localizado na rua 26 de Agosto, Gleice Ramos, nenhum aviso de queda no valor foi repassado ao posto e não se sabe quando isso pode acontecer. "O preço da gasolina no posto se mantém há dois meses em torno de R$ 3,39, mas porquê desistimos de ficar brigando por valores e resolvemos manter a margem de lucro".

Conforme o sub gerente do posto da rede Faleiros, Everton Prado, também não há informação se o preço vai baixar nas bombas de combustível. "Se for acontecer, deve ser mais para o fim da semana e deve ser algo em torno de R$ 0,10", alega.

Menor do país - A competitividade entre postos fez com que os preços principalmente da gasolina, ficassem em torno de R$ 3,19 até a primeira semana de outubro, quando foi reajustado em 8,9% em outubro, tendo um incremento de R$ 0,28 no valor final.

Porém, segundo levantamento de preços da ANP, mesmo com a alta, o combustível em Mato Grosso do Sul ainda é o menor do País.

Ministério Público recomenda ações para impedir troca de voto por gasolina
Recomendação do MPE (Ministério Público Estadual) divulgada hoje (19) tenta convencer diretórios de partidos políticos e até postos de combustíveis a...
Ladrões ameaçam motoristas e roubam gasolina de caminhões estacionados
Grupo ameaçou motoristas e roubou gasolina de dois caminhões tanque que estavam estacionados em um posto de combustíveis, na Travessa Allan Boaventur...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions