A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

22/09/2009 12:09

Prefeito quer compensação à cidade onde cana é proibida

Redação

O prefeito de Sonora e presidente do Cointa (Consórcio Intermunicipal para o Desenvolvimento Sustentável da Bacia Hidrográfica do Rio Taquari), Zelir Antônio Maggioni, o Mano (PMDB), defendeu compensação para os municípios da BAP (Bacia do Alto Paraguai).

Projeto do Governo federal mantém a proibição de usinas de açúcar e álcool na região. "Se não puder plantar, industrializar, tem que compensar", defendeu Mano, que também cobra do Governo federal investimentos na recuperação da bacia hidrográfica do Taquari, na região norte, composta por 10 municípios.

Ele defendeu a liberação do plantio de cana-de-açúcar na região do Planalto, porque as novas tecnologias evitarão desastre ambiental no Pantanal. Ele explicou que o lixo pode ser usado para produzir energia e adubo.

"O que fazer na BAP, vai ser pecuária pelo resto da vida", lamentou o prefeito, sobre a decisão do Governo federal de manter a proibição de usinas na região.

Sonora

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions