A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

02/08/2011 12:11

Prejuízos no início do ano fazem Mapa antecipar plantio de soja em MS

Fabiano Arruda
Período foi antecipado de 20 para 1º de outubro. (Foto: Valdenir Rezende/Arquivo Famasul)Período foi antecipado de 20 para 1º de outubro. (Foto: Valdenir Rezende/Arquivo Famasul)

Portaria do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) nº 346 antecipou o plantio da soja em Mato Grosso do Sul na safra 2011/2012 de 20 para 1º de outubro deste ano.

A partir do novo zoneamento, o período indicado para o cultivo de soja inicia em primeiro de outubro e pode chegar até 31 de dezembro. A expectativa agora é de que o zoneamento do milho também tenha seus prazos adequados.

A antecipação do Zoneamento Agrícola de Risco Climático da cultura foi reivindicada pela Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS) e Aprosoja/MS (Associação dos Produtores de Soja).

Os órgãos, juntamente com a Embrapa, Fundação MS e Fundação Chapadão, mostraram, no dia 13 do mês passado, aos técnicos do ministério, as razões e a viabilidade de antecipar o plantio no Estado.

A solicitação foi motivada por conta dos prejuízos altos que as plantações de soja em Mato Grosso do Sul sofreram em março por conta do excesso de chuva que atrasou, pelo menos, por 20 dias a colheita.

“Demonstramos que os períodos recomendados anteriormente para o plantio da soja e do milho safrinha no Estado não estão condizentes com a época mais indicada para o produtor iniciar o plantio”, assinala o assessor da Famasul para assuntos agrícolas, Lucas Galvan.

Segundo informações da Federação, ao modificar os prazos previstos no zoneamento da soja, o Mapa considerou o ciclo da soja e suas necessidades de umidade e temperatura para obtenção de boa produtividade.

“A mudança vem atender uma necessidade sentida pelo produtor de se adaptar às intempéries climáticas, como na antecipação do plantio de milho safrinha para escapar da geada e o controle de doenças como a ferrugem da soja. A medida poderá se reverter em aumento de produtividade para os sojicultores do estado”, avalia o presidente da Famasul, Eduardo Riedel.

Na última safra, Mato Grosso do Sul cultivou área de 1,76 milhão de hectares de soja, com uma produção de cinco milhões de toneladas, segundo levantamento da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento).

As chuvas do início do ano acabaram com a previsão uma “supersafra” do Estado, que, conforme a Conab, poderia colher 5,6 milhões de toneladas do grão.

Queda do preço faz produtor segurar soja; armazéns ficam lotados
Produtores rurais decidiram estocar a soja colhida e aguardar um cenário mais favorável para a venda do produto.Armazéns em Mato Grosso do Sul estão ...
Cooperativa terá que indenizar produtores em R$ 200 mil por soja que não germinava
Dois produtores rurais de São Gabriel do Oeste, município localizado a 140 quilômetros de Campo Grande, conseguiram na justiça o direito a pagamento ...
DFA vai aferir qualidade da soja de produtores afetados em MS
Solicitação foi feita pelo deputado federal Reinaldo AzambujaTécnicos da DFA (Delegacia Federal de Agricultura) serão enviados ao Estado para aferir...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions