A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

16/03/2011 16:51

DFA vai aferir qualidade da soja de produtores afetados em MS

Fabiano Arruda

Solicitação foi feita pelo deputado federal Reinaldo Azambuja

Técnicos da DFA (Delegacia Federal de Agricultura) serão enviados ao Estado para aferir a qualidade da soja de produtores que registraram prejuízo com a safra em Mato Grosso do Sul.

O anúncio foi feito pelo ministro da Agricultura, Wagner Rossi, após solicitação do deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB) em reunião em Brasília (DF) nesta quarta-feira.

A medida visa proteger o produtor, que poderia ter o preço dos grãos depreciado pelas empresas por conta da qualidade estar comprometida. Azambuja disse que ficou satisfeito com a recepção do ministro à solicitação.

“Vai dar uma segurança para dizermos se o produtor tem razão ou não, além de verificar se o desconto é muito grande”, explicou o parlamentar.

A data da visita dos técnicos da DFA em Mato Grosso do Sul ainda ficou de ser definida.

Ontem, o presidente da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), Eduardo Riedel, comentou que a negociação de preço entre empresas e produtor é privada.

O deputado tucano disse concordar com a afirmação, mas afirmou que aferir a qualidade do produto tem participação do Estado.

Sobre a reunião com o ministro, Reinaldo disse que o saldo foi positivo. Destacou que o primeiro pedido ao titular do Mapa foi uma medida para apoiar, com linhas especiais de crédito, os produtores rurais da região do Pantanal, que sofrem com a cheia.

“É uma situação difícil, pois impede o trânsito dos animais”, opinou o ex-prefeito de Maracaju. Os bovinos estão ilhados na planície pantaneira e os produtores não conseguem removê-los para regiões altas.

Outro ponto comemorado pelo tucano é a garantia que o ministro deu à bancada de MS, sobre a assinatura do decreto que determina, na prática, o que muda para os produtores após a OIE OIE (Organização Mundial de Saúde Animal) ter reconhecido a ZAV (Zona de Alta Vigilância) do Estado como área livre de aftosa.

“Isso tira uma série de restrições para produtores daquela região. O ministro se comprometeu em assinar o decreto entre hoje e amanhã”, revelou.

Apoio – Wagner Rossi afirmou que o ministério está atento ao problema e não medirá esforços para atender os produtores rurais sul-mato-grossenses.

“Eu quero atender, mas a decisão passa pela Fazenda (Ministério da Fazenda), a relação banco-cliente é personalíssima”, afirmou o ministro, explicando que há um acordo entre a instituição financeira e o produtor a ser respeitado.

Os parlamentares devem se reunir com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, nos próximos dias.

“A nossa conversa foi muito produtiva porque encaminhamos, de forma concreta, o atendimento aos agricultores de nosso Estado”, destacou o deputado federal Edson Giroto (PR) após a reunião.

Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. A declaração foi dada na noite de...
Quanto mais reforma demorar, mais dura será correção, diz ministro
Caso o governo não consiga aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, conseguirá em 2018, disse hoje (11) o ministro do Planejamento, Dyogo Oli...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions