A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 19 de Agosto de 2018

26/02/2018 11:10

Programa para fazer a declaração do Imposto de Renda já pode ser baixado

Prazo para enviar as informações para a Receita Federal começa no dia 1º de março.

Ricardo Campos Jr.
Layout do programa usado para fazer a declaração do Imposto de Renda (Foto: reprodução)Layout do programa usado para fazer a declaração do Imposto de Renda (Foto: reprodução)

Já está disponível no site da Receita Federal o programa de computador usado para fazer a declaração do Imposto de Renda. O prazo para começar a enviar as informações e acertar as contas com o leão começa no dia 1º de março e termina em 30 de abril. Em Mato Grosso do Sul, a estimativa é que mais de 400 mil contribuintes façam a declaração este ano.

São obrigados a preencher os formulários todos aqueles que receberam mais de R$ 28.559,70 em rendimentos sujeitos à cobrança do tributo durante o ano de 2017 ou para quem trabalha com atividades rurais e teve receita bruta superior a R$ 142.798,50. Isso quer dizer que os trabalhadores com salários de até R$ 1.903,98 por mês são isentos, desde que não tenham outra fonte de renda.

Estima-se que em Mato Grosso do Sul cerca de 410 mil pessoas estejam nessa situação, um aumento de 5% em relação a 2016, quando foram enviadas 393 mil declarações em todo o estado. No País, são esperadas 28,8 milhões de declarações - 340 mil a mais do que no exercício anterior.

O que tem de novo? - O programa vai passar a exigir informações extras sobre os bens declarados, como números, registros, localização e número do Renavan (Registro Nacional de Veículo) no caso dos automóveis.

Também vai ser possível imprimir os boletos de todas as parcelas do imposto, inclusive aquelas que estão atrasadas.

Quem for colocar como dependente na declaração uma criança que tenha a partir de 8 anos vai ser obrigado a informar o CPF dela. Então se o pequeno ainda não tem o documento, é importante providenciá-lo.

Antigamente, as despesas médicas não eram aceitas sem o endereço dos profissionais ou clínicas prestadores de serviço. A partir de agora, se esse campo for deixado em branco, a Receita fará uma pesquisa para preenchê-lo. Contudo, esse processo demanda tempo e pode atrasar a restituição, então ainda é importante que os contribuintes tenham essas informações à mão.

Receita exigirá mais informações do contribuinte na declaração de 2019
A Receita Federal vai exigir mais informações sobre os bens dos contribuintes no próximo ano. Além disso, será preciso informar o CPF de dependentes ...
Demonstrativo de rendimentos já está disponível no site do INSS
O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) divulgou hoje no site o demonstrativo de rendimentos de 2017 dos aposentados e pensionistas obrigados a ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions