ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUARTA  29    CAMPO GRANDE 16º

Economia

Setor agroindustrial estimula crescimento do PIB em Mato Grosso do Sul

Levantamento feito pela Fiems mostrou que as indústrias tiveram a segunda maior participação no PIB estadual

Por Gabrielle Tavares | 20/05/2022 11:49
Maquinário durante a colheita em canavial de MS. (Foto: Divulgação) 
Maquinário durante a colheita em canavial de MS. (Foto: Divulgação)

Balanço divulgado na manhã desta sexta-feira (20) pelo Sistema Fiems mostrou que o setor agroindustrial foi um dos fatores que puxaram o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) de Mato Grosso do Sul.

Só a indústria teve participação de 22% no PIB, representando R$ 20,5 bilhões. Como explicou o economista da Fiems, Ezequiel Resende Martins, as indústrias de Mato Grosso do Sul com melhor desempenho foram as do setor agropecuário, com recorde em exportações de soja, milho e até tilápia.

“A indústria teve um caráter muito importante no crescimento do PIB, nenhum estado brasileiro apresentou aumento do PIB industrial nesse período (2019-2020) como o nosso. Em Mato Grosso do Sul, a indústria teve um vetor muito forte na agroindustrialização, agora nosso desafio é promover um novo agenciamento dessas indústrias”, disse.

Ele ressaltou que os frigoríficos de peixes têm ganhado destaque no Estado, sendo atualmente o 6º maior produtor de pescado e o maior exportador de tilápia do país, com 640 toneladas anuais.

Mato Grosso do Sul também é o 5º maior exportador de produtos derivados de soja, com R$ 1,23 milhão de toneladas enviadas para países como a Holanda, Venezuela, Indonésia, Polônia, Tailândia e China.

A indústria só perdeu para o setor de serviços e comércio, com 41% de participação (R$ 38,8 bi) e foi seguido pela administração pública, com 21% (R$ 19, 6 bi), e agropecuária (R$ 16, 3 bi).

Crescimento - Conforme divulgado pelo governo do Estado, Mato Grosso do Sul tem projeção de crescimento de 4,9% no acumulado de 2020 a 2022, seguido por Tocantins, com 4,7%, e Goiás, 4,5%.

A estimativa de crescimento deste ano é de 1,4%. No ano passado, o PIB registrou crescimento de 3,1%, depois de amargar retração de -1,6% em 2020.

Nos siga no Google Notícias