A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Agosto de 2018

25/06/2018 21:19

Trabalhadores tem até sexta-feira para sacar o PIS/ Pasep

Adriano Fernandes
 Em Mato Grosso do Sul, 26.745 moradores tem direito a receber o abono salarial. (Foto: Divulgação) Em Mato Grosso do Sul, 26.745 moradores tem direito a receber o abono salarial. (Foto: Divulgação)

Trabalhos do Estado que ainda não sacaram o benefício do PIS/Pasep ano-base 2016, tem até esta sexta-feira (29) para sacar o beneficio. Em Mato Grosso do Sul, 26.745 moradores tem direito a receber o abono salarial. Para ter direito é necessário o beneficiário ter trabalhado formalmente por pelo menos um mês em 2016 com remuneração média de até dois salários mínimos.

Além disso, o trabalhador tinha de estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Rais (Relação Anual de Informações Sociais). Nessa fase, os pagamentos também serão feitos para quem tem mais de 57 anos e trabalhou entre 1971 e 1988. Por meio de um decreto e a sanção de uma lei, o presidente da República, Michel Temer, permitiu a ampliação desses pagamentos, antes apenas disponíveis em caso de aposentadoria ou para trabalhadores com mais de 60 anos.

Segundo calendário divulgado pela Caixa Econômica e pelo Banco do Brasil (veja ao lado), os pagamentos serão interrompidos em julho e voltarão em agosto. Isso ocorrerá porque o fundo sofrerá um reajuste, o que vai valorizar ainda mais os recursos disponíveis aos trabalhadores. Entre agosto e setembro, os pagamentos voltam a ser feitos, já com valores reajustados, para todas as idades. Após setembro, os recursos voltam a ficar disponíveis apenas para quem tem 60 anos ou mais.

A exemplo dos saques das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), ocorrido ano passado, a expectativa é que a ampliação da idade de pagamentos do fundo PIS/Pasep também ajude a aquecer a economia. Mais de 28 milhões de pessoas serão impactadas diante dos R$ 34,3 bilhões disponíveis para saques.

Serviço - Os empregados da iniciativa privada, vinculados ao PIS, sacam o dinheiro na Caixa. O banco disponibiliza uma página para que o trabalhador consulte se tem direito a receber o valor. Para isso, é preciso informar o número do PIS (geralmente registrado na carteira de trabalho) e digitar a senha. Quem não tem senha, pode cadastrar uma na página de consulta.

Já os funcionários públicos, a referência é o Banco do Brasil. O banco disponibiliza um aplicativo que precisa ser baixado e instalado para que o trabalhador consulte se tem direito e o valor do benefício.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions