A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

11/11/2011 08:49

Volume de negócios no Canasul em Dourados chega a R$ 8,1 milhões

Edmir Conceição*

Resultado é 62% superior à estimativa inicial.

Roda de negócios durante o Canasul em Dourados. (foto: A. Frota)Roda de negócios durante o Canasul em Dourados. (foto: A. Frota)

Com volume de negócios superando a expectativa - R$ 8,1 milhões -, o Canasul (Congresso Estadual da Cana) realizado em Dourados nesta semana, chamou a atenção para o potencial sucroenergético do Estado. O Canasul 'foi um sucesso de de público, tecnologia e conteúdo informativo", comemorou o prefeito Murilo Zauith (PSB). O resultado é 62% superior à previsão inicial, que era de R$ 5 milhões. “Estamos muito satisfeitos, isso mostra que estamos no caminho certo, promovendo o desenvolvimento de Dourados dentro da sua vocação”, disse o prefeito.

Murilo explica que o Canasul acontece dentro do contexto do projeto “Polo de Serviços do Setor Sucroenergético de Dourados e Região”, que busca a valorização da empresa local e a atração de mais investimentos, com o objetivo de fazer de Dourados um grande polo de serviços e fornecimento de insumos. Do montante, R$ 5,5 milhões foram dentro da amostra de negócios, com participação das 20 empresas que montaram estandes no Canasul.

Outros R$ 2,6 milhões são resultado da rodada de negócios realizada pelo Sebrae/MS dentro do Canasul, com participação de 65 empresas. A rodada foi considerada um sucesso pela técnica do Sebrae Tetis Gonçalves, por ser a primeira específica para o setor em Dourados.

O Canasul foi tão bom que, a pedido dos empresários, a prefeitura e os parceiros – Biosul (Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul), Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS), o governo do Estado e o Sebrae/MS – já se articulam para fazer um evento maior ainda, em fevereiro de 2012.

Mercado 88 - Os empresários que participaram tanto da amostra quanto da rodada elogiaram o evento. “É importante para fazer contato; estando aqui, o mercado vai saber que eu existo”, diz Moacir Conc, proprietário da empresa Douratubos, de Dourados.

O empresário Evaldo Nonato, da Eletrowatts, saiu da rodada sem vender nada, mas, por outro lado, acabou fazendo um contato importante com uma empresa ambiental para atendê-lo na área de destinação de resíduos.

Paulo Cesar de Lima, da Alusolda, de Aparecida de Goiânia (GO), manteve um estande no Canasul e também participou da rodada de negócios. Ele disse que gostou de Dourados que, segundo ele, tem um mercado interessante, fez muitos contados e vai estudar a possibilidade de abrir uma filial. Lima já tem uma filial em Três Lagoas. Inclusive ele se reuniu com o prefeito Murilo e o governador André para discutir incentivos para a indústria.

Cesar Luiz Urio, dono da Urio, única fábrica de baterias automotivas do Estado, localizada em Dourados, destacou a importância do evento para contatos comerciais. “Mesmo que não saia negócio, a gente troca telefone, e-mail e continua a conversa”, afirmou.

Vitor Max Cardoso, da Senior Sistemas, de Campo Grande, acrescenta que o evento é interessante para a divulgação da empresa e abertura de novas portas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions