ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  03    CAMPO GRANDE 20º

Educação e Tecnologia

Enem é adiado para janeiro de 2021 e Sisu poderá ter três edições

Calendário foi divulgado nesta quarta-feira pelo MEC e pelo Inep

Por Tainá Jara | 08/07/2020 16:39
Enem 2020 teve mais de 5,7 milhões de inscritos (Foto: Divulgação/Agência Brasil)
Enem 2020 teve mais de 5,7 milhões de inscritos (Foto: Divulgação/Agência Brasil)

O MEC (Ministério da Educação) confirmou, nesta quarta-feira, o adiamento da aplicação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) para janeiro de 2021. O anunciou foi feito em coletiva de imprensa pelo secretário-executivo do MEC, Antônio Paulo Vogel, e pelo presidente do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixera), Alexandre Lopes.

Após conversa com os secretários estaduais e enquete com os alunos, a pasta definiu a realização da primeira prova em 17 de janeiro e a segunda em 24 de janeiro de 2021. A aplicação do Enem Digital ficou para os dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

Casos de reaplicação serão feitos nos dias 24 e 25 de fevereiro de 2021. O resultado será divulgado em 29 de março. Estão inscritos na edição que ocorreria neste ano, 5,7 milhões de candidatos.

Para evitar vagas ociosas no Ensino Superior, em decorrência da pandemia do novo coronavírus, o MEC poderá realizar até três edições de inscrições pelo Sisu (Sistema de Seleção Unificado).

Secretaria de Estado de Educação e presidente do Consed (Conselho Nacional de Secretários de Educação), para Maria Cecília Motta, a data é viável, pois, não prejudicará outros programas destinados para alunos do Ensino Superior.

“A data é a menos danosa para nossos estudantes. Não vamos perder o segundo semestre que é muito importante”, ressaltou.

Segundo ela, a previsão é retomar as aulas presenciais em setembro, tendo os alunos pelo menos quatro meses para recuperar o conteúdo prejudicado durante a suspensão das aulas presenciais.