ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, TERÇA  20    CAMPO GRANDE 24º

Educação e Tecnologia

Inscrições para Ensino Médio integrado do IFMS seguem até 21 de outubro

Pela primeira instituto vai aceitar alunos através de análise do histórico escolar e não de exame de seleção

Por Lucia Morel | 22/09/2020 17:58

Pela primeira vez aceitando o ingresso de alunos através de análise do histórico escolar e não com exame de seleção, o IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) segue até 21 de outubro fazendo inscrições dos interessados em uma das 1.520 vagas ofertadas em todo Estado.

Somente para Campo Grande, são 240 vagas no Ensino Médio integrado com cursos nas áreas de eletrotécnica, informática e mecânica. Segundo edital, publicado ontem e retificado hoje, qualquer documento que prove as notas e desempenho do aluno no Ensino Fundamental poderá ser apresentado, e não apenas o histórico escolar, como havia sido informado no primeiro edital.

"Além do boletim com as notas do 8º ano do ensino fundamental [antiga 7ª série], são aceitos quaisquer outros documentos equivalentes, como comprovantes, certificados e o próprio histórico escolar, caso o candidato já tenha concluído o ensino fundamental", explica a pró-reitora de ensino, Cláudia Fernandes.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até 21 de outubro, aqui. O candidato deve ter o ensino fundamental completo até a data de matrícula, prevista para janeiro de 2021, e possuir CPF em seu nome.

Entre os dias 1º e 21 de outubro será aberto um período de atendimento presencial nos campi do IFMS para que os candidatos sem acesso à internet/computador possam fazer a inscrição.

O IFMS vai selecionar os próximos estudantes a partir da apuração da nota final obtida pelo estudante no 8º ano do ensino fundamental, obtida pela média ponderada das médias finais das disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, História e Geografia do 8º ano do ensino fundamental. Língua Portuguesa e Matemática possuem peso 2 na seleção.

Vagas - São ofertadas 1.520 vagas em 11 opções de cursos nos municípios de Aquidauana, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Dourados, Jardim, Naviraí, Nova Andradina, Ponta Porã e Três Lagoas.

Metade das vagas é reservada a candidatos que estudaram em escola pública. Desse total, há cotas para aqueles que comprovarem renda familiar bruta mensal per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio, aos que se autodeclararem pretos, pardos e indígenas, e a pessoas com deficiência.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário