A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 07 de Dezembro de 2019

24/10/2019 14:09

Mais de 13 mil alunos participam de avaliação de rendimento nesta sexta-feira

Antiga Prova Brasil testa conhecimentos nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática

Tainá Jara
Nesta edição da prova, alunos do 9° ano farão testes de Ciências da Natureza e Ciências Humanas de forma amostral (Foto: Divulgação/PMCG)Nesta edição da prova, alunos do 9° ano farão testes de Ciências da Natureza e Ciências Humanas de forma amostral (Foto: Divulgação/PMCG)

Mais de 13 mil estudantes da rede municipal de ensino de Campo Grande começam, nesta sexta-feira, a realizar as provas do Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica), antiga Prova Brasil, reponsável por avaliar o redimento da educação básica no País. A aplicação dos testes e questionário começou na segunda-feira em alguns estados e deve ser encerrada no dia 1° de novembro. A avaliação é de responsabilidade do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), órgão do MEC (Ministério da Educação).

O objetivo do exame é avaliar o rendimento das escolas públicas e testar os conhecimentos dos alunos nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática. Participam estudantes matriculados em turmas de 2°, 5° e 9° anos do Ensino Fundamental e da 3ª e 4ª séries do Ensino Médio e Ensino Médio Técnico Integrado.

De acordo com o superintendente de Gestão das Políticas Educacionais da Reme, Waldir Leonel, os resultados obtidos pelo Saeb permitem a realização de um diagnóstico da educação básica ofertada no país. As médias de desempenho do Saeb, somadas aos dados sobre aprovação, obtidos no Censo Escolar, formam o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

O superintendente ressalta a importância de incentivar os alunos a participarem da avaliação, já que ela não é obrigatória. “Os resultados do Saeb são importantes porque são incorporados ao nosso sistema de informação e por serem indicadores de aprendizagem que podem contribuir com a Reme na definição de intervenções para superação das dificuldades apresentadas. Mas ao analisarmos os resultados, como o Ideb por exemplo, não podemos esquecer as diferenças contextuais das nossas escolas”, destacou.

Aplicação - A chefe da divisão de Avaliação da Reme, Alcione Aparecida Ribeiro Valadares explicou que na edição deste ano, a novidade é a aplicação de testes de Ciências da Natureza e Ciências Humanas aos estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental, de forma amostral. Algumas turmas do 2º ano também farão, de forma amostral, os testes de Língua Portuguesa e Matemática. Na Reme, turmas de pelo menos 20 escolas participarão dessas avaliações amostrais.

Foram produzidos pelo Inep diferentes modelos de cadernos de prova para cada ano. Cada aluno responde a apenas um caderno de prova, por isso, dois alunos não respondem necessariamente às mesmas questões.

Quanto à Educação Infantil, outra novidade é que o MEC enviou um questionário para gestores e professores para ser respondido em caráter de estudo piloto, também como forma de avaliar esta fase do ensino. Só terão os resultados divulgados as escolas com 80% de participação do total de alunos de acordo com o censo escolar do ano vigente, por isso é grande o empenho dos gestores em incentivar a participação dos alunos.

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
Resultado do Encceja já pode ser consultado no site do Inep
O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) já disponibilizou em seu site os resultados do Exame Nacional para Ce...
Pesquisa revela crescimento de 74% dos alunos de pós-graduação no país
No Brasil, o número total de alunos que frequentam cursos de especialização de nível superior vem aumentando desde 2016 e a sua grande maioria freque...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions