ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEGUNDA  15    CAMPO GRANDE 19º

Enquetes

Maioria dos leitores reprova projeto que proíbe delação de pessoas presas

Projeto de lei tramita em regime de urgência na Câmara dos Deputados

Por Murilo Medeiros | 15/06/2024 08:08
Ex-policial e miliciano Ronnie Lessa, que confessou participação na morte de Marielle Franco e fez acordo de delação (Foto/Divulgação)
Ex-policial e miliciano Ronnie Lessa, que confessou participação na morte de Marielle Franco e fez acordo de delação (Foto/Divulgação)

Na enquete de ontem (14), 78% dos leitores do Campo Grande News votaram contra o projeto de lei que quer invalidar delações premiadas de réus presos. Por outro lado, 22% concordam com a proposta.

Um dos últimos exemplos de delação de caso rumoroso no Brasil é o de Ronnie Lessa, preso desde março de 2019 na Penitenciária Federal de Campo Grande. Com base no depoimento dele, foram presos os irmãos Domingos e Chiquinho Brazão e o ex-chefe da Polícia Civil do RJ, Rivaldo Barbosa, acusados pelas mortes de Marielle Franco e o motorista Anderson Barbosa, em crime ocorrido em 2018.

Nas redes sociais, Ivone Hermenegildo comentou que, na sua opinião, essas delações pressionam os presidiários a forçar a criminalização de terceiros . "Pelo fato de estar preso, já se encontram numa fragilidade psicoemocional". Já a leitora Aline Flurucava, escreveu que "só concorda quem tem motivos para ser citado em delação".

Deputados federais aprovaram regime de urgência para a proposta. Isso significa que o projeto de lei deve ser votado com mais rapidez, já que não precisará passar pelas comissões da Câmara. Se for aprovado, apenas réus que respondem em liberdade poderão ser beneficiados com a delação.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias