ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, SEXTA  03    CAMPO GRANDE 29º

Enquetes

Você concorda em proibir vídeos de rachas e manobras de trânsito nas redes?

Projeto de lei tramita no Congresso e pode tornar crime a divulgação de infrações de trânsito em redes sociais

Por Guilherme Correia | 21/10/2021 09:26
Divulgar vídeos de corridas ilegais de veículos, os 'rachas', seria tipificado como crime; na foto, carros reunidos nos altos da Afonso Pena. (Foto: Arquivo/Campo Grande News)
Divulgar vídeos de corridas ilegais de veículos, os 'rachas', seria tipificado como crime; na foto, carros reunidos nos altos da Afonso Pena. (Foto: Arquivo/Campo Grande News)

Enquete desta quinta-feira (21) pergunta aos leitores do Campo Grande News se concordam com PL (Projeto de Lei) que proíbe a divulgação de infrações de trânsito nas redes sociais. Para responder, basta apenas votar com sim ou não ao final desta matéria ou na capa do jornal.

Na última terça-feira (19), o Senado Federal aprovou essa proposta, mas ponderou algumas alterações. Desta forma, o texto voltará para a Câmara dos Deputados Federal. Ao final, será vetada, ou não, pelo presidente, Jair Bolsonaro (sem partido).

O PL pune a divulgação, em meios digitais, eletrônicos ou impressos de qualquer tipo, de infração que coloque em risco a segurança no trânsito. Entre as irregularidades classificadas como crime, estão os "rachas" e a exibição de manobras.

O projeto foi feito pela deputada federal Christiane de Souza Yared (PL-PR). Ele também coloca como exceção, eventuais denúncias desses atos, como forma de utilidade pública. De acordo com o senador Fabiano Contarato (Rede-ES), o uso de vídeos e mídias digitais para disseminar tais conteúdos é uma "afronta inadmissível às autoridades de trânsito".

Enquete

Você concorda com projeto de lei que proíbe a divulgação de infrações de trânsito nas redes sociais?

Sim

47%

Não

53%
Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pelo Google.
Política de Privacidade e Termos de serviço.
A votação para essa enquete terminou.
Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário