A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

28/03/2010 11:56

Em MS, Lula deve anunciar devolução de canhão

Redação

No dia 30 de abril, durante viagem a Mato Grosso do Sul, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva pode anunciar oficialmente a devolução ao Paraguai de um troféu de guerra: o "Cristiano", ou "Cristão", canhão feito de sinos de igrejas, um dos símbolos da vitória do Brasil na Guerra do Paraguai.

Há décadas é um objeto de discórdia entre historiadores dos dois países. Mas neste mês, quando o Cristão completa 140 anos no Brasil, o Ministério da Cultura surpreendeu os paraguaios a anunciar no dia 23 de março que o presidente Lula já confirmou a devolução do troféu de guerra.

Agora, será necessário o "destombamento" da arma, já considerada patrimônio histórico e cultural brasileiro. Em nota publicada no site do Minc, a informação é de que esse processo já está em andamento, para que o anúncio oficial seja feito na próxima visita oficial ao Paraguai, marcada para abril, na fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai.

Apelo - O assunto voltou à tona durante as comemorações do fim do conflito, em discurso do vice-presidente Federico Franco. "O país nunca vai cicatrizar a ferida se o Brasil não devolver o arquivo militar e o canhão Cristão, que devem retornar ao Paraguai para que se inicie a cicatrização do povo paraguaio".

Pela segunda vez no mandato do presidente Lula, o vice, presidente em exercício por conta de viagem de Fernando Lugo ao Uruguai, lembrou que os outros países envolvidos no confronto já devolveram o que retiraram depois da guerra.

"Espero que a mensagem chegue a Lula, para que as devoluções sejam feitas logo.

Clientes de banco podem renegociar dívidas no "Caminhão do Quita Fácil"
A partir de segunda-feira (18), clientes das agências da Caixa de Campo Grande terão a possibilidade de renegociar suas dívidas atrasadas há mais de ...
Acordo entre poupadores e bancos vai beneficiar 30% dos que entraram na Justiça
Das 10 milhões de pessoas que entraram na Justiça por perdas no rendimento de cadernetas de poupança, apenas cerca de 3 milhões serão beneficiadas, s...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions