A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Maio de 2018

05/10/2010 18:01

Exposição revela em painéis cores de um mundo melhor

Redação

Apresentando uma nova visão de sustentabilidade e exemplos de transformação social e ambiental em todo o mundo, será aberta amanhã (6) a mostra gratuita "Sementes da Mudança: A Carta da Terra e o Potencial Humano", que permanece no Memorial da Cultura Apolônio de Carvalho até o dia 29 de outubro.

A exposição conta com apoio da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul e foi criada pela organização não governamental Soka Gakkai, ligada às Nações Unidas e que trabalha pelo estabelecimento da paz, da cultura e da educação. Já percorreu quatro continentes e fez sua estreia no Brasil em São Paulo.

Sementes da Mudança alerta e conscientiza sobre o poder e a responsabilidade que cada um possui para empreender e fazer parte de uma mudança positiva. Através de 30 painéis é apresentada a situação mundial do meio ambiente, conceitos de sustentabilidade, os princípios da Carta da Terra e da educação ambiental transformadora.

A exposição é organizada em torno dos 4 princípios gerais defendidos na Carta da Terra, elaborada pela Comissão Mundial da ONU para o Meio Ambiente e Desenvolvimento, em 1987: Respeito e cuidado com a comunidade da vida; Integridade ecológica; Justiça social e econômica e Democracia, não-violência e paz.

Na mostra também estarão presentes propostas elaboradas pelo dr. Daisaku Ikeda para as questões ambientais, além de iniciativas locais, como as de Wangari Maathai, que visa coibir o desmatamento no Quênia; as de Rajendra Singh, que construiu um Johad (pequeno açude) para armazenar a água da chuva no Rajastão, Índia, assolado pela seca e as de Elizabeth Ramirez, que ajudou a abrir centros educacionais nas comunidades rurais da Costa Rica para a proteção ambiental e promoção do desenvolvimento da mulher.

A exposição conta ainda com uma ala brasileira. A extensão "Ambiências Urbanas: Sujeitos e Ambientes em Constante Transformação" é composta pela apresentação dos temas: Apropriação do território brasileiro; modelo de desenvolvimento; Formação do povo e Relação entre a convivência de todos os seres vivos e equilíbrio promovendo uma "nova revolução" dessa relação.

Documentário - Durante a exposição será exibido o documentário "Uma Revolução silenciosa", projeto realizado em conjunto pela Soka Gakkai Internacional, UNEP (Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente), UNDP (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento) e Conselho da Terra.

O documentário e os painéis da exposição foram incorporados no currículo educacional de 80% das escolas do Canadá, dentro do programa "Criando a Paz: Empreendendo Ações".

Oficina

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions