A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

22/04/2010 15:56

Recital irá homenagear regente do Coral Uniderp amanhã

Redação

Nesta sexta-feira, a partir das 20h, será realizado em Campo Grande um recital em homenagem aos 80 anos da maestrina Reny Graeff Sudbrack, regente dos corais da Uniderp/Anhanguera e do TCE/MS (Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul). As apresentações dos dois coros poderão ser conferidas na 1ª Igreja Evangélica Batista da Capital.

Reny nasceu no estado do Rio Grande do Sul em 1930 e desde cedo mostrava sensibilidade para a música. Primogênita de quatro filhos, a maestrina concluiu seu curso de música em 1950 e no ano seguinte se casou com Alfredo Sudbrack.

Com residência fixada em Chapecó (SC), ela teve um casal de filhos: Fredy e Cynthya. Também é avó de cinco netos.

Mais tarde participou do processo de criação da Universidade de Passo Fundo.

Em 1974 concluiu o curso de Ciências Sociais e Políticas e desde então trabalhou por 30 anos na Universidade de Passo Fundo, até se aposentar. Depois de conseguir a aposentadoria, Reny se mudou com a filha para Campo Grande, em 1988.

Na Capital, a convite do então governador Lúdio Coelho, ela fundou o Coral Municipal da cidade, em 1989. Em agosto de 1992, fundou o Coral Uniderp, que em 2010 completa 18 anos.

No ano seguinte, Reny fundou o Coral do TCE/MS e em 1998 o Grupo Harmonia.

Como reconhecimento de seu trabalho na área musical, Reny foi homenageada com grande festa, em 2006, em Passo Fundo, num festival que levou seu nome.

No cenário de grupos corais de Campo Grande, a importância da maestrina é fundamental, afinal, ela tem participado do movimento em prol dessa arte com seu profissionalismo e dedicação à música. Por sua batuta vários cantores já passaram e os ensinamentos ficaram.

"Ela me mostrou que toda pessoa tem música dentro de si e que não pode deixar essa magia ficar estagnada. Afinal, quando as pessoas cantam, elas extravasam, põem para fora todos os seus medos e isso funciona até como uma terapia. Isso a professora Reny soube me ensinar muito bem", explica a soprano Kelly Araújo, ex-coralista do Coral Uniderp.

Mesma opinião compartilha o baixo Júlio Balbueno, que já foi coralista de Reny. "A maestrina é bastante sensitiva, ela emana música e é impossível não gostar de música estando ao seu lado. No tempo que fui coralista dela aprendi muita coisa, aprendi a amar o canto coral e isso impulsionou bastante a minha vida e até algumas decisões".

"A música costuma te levar para patamares altos e também é importante no sentido de mostrar à pessoa um pouco de sensibilidade e elevar ao amor. A importância da professora Reny no canto coral é significativa, pois sua força e garra contagiam todos os coralistas que são comandados por ela", ressalta a contralto Soraia Fernandes Ferreira, que coordena os dois corais regidos pela maestrina.

Para o baixo Crisostomo Kolling, que continua cantando nos dois corais, "musicalmente falando ela me fez descobrir que temos um maravilhoso equipamento sonoro dentro de nós e que ninguém canta mal. Posso afirmar com certeza que ela sabe como tirar som de uma pessoa".

Serviços - O recital em comemoração aos 80 anos da maestrina Reny Sudbrack acontecerá na 1ª Igreja Batista, na rua 13 de Maio, 2.647, no Centro. A entrada é qualquer material para higiene pessoal, que será doado ao Asilo São João Bosco.

Temer veta projeto sobre negociação coletiva no serviço público
O presidente Michel Temer vetou integralmente o Projeto de Lei nº 3.831/15, aprovado pelo Congresso Nacional, que estabelecia normas para a negociaçã...
UFMS divulga edital do vestibular para ingresso em cursos de graduação
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) divulgou, nesta segunda-feira (18), edital do processo seletivo do vestibular para ingresso em cu...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions