A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

31/08/2014 15:35

Água de coco e tereré são antídoto contra calor em prova de motocross

Caroline Maldonado e Kleber Clajus
Família foi munida de tereré e sombrinha para resistir ao sol forte (Foto: Marcelo Calazans)Família foi munida de tereré e sombrinha para resistir ao sol forte (Foto: Marcelo Calazans)
Organização estima que 13 mil pessoas estejam participando do evento (Foto: Marcelo Calazans)Organização estima que 13 mil pessoas estejam participando do evento (Foto: Marcelo Calazans)
Categoria Júnior ocorreu no período da manhã (Foto: Marcelo Calazans)Categoria Júnior ocorreu no período da manhã (Foto: Marcelo Calazans)

O calor e o tempo seco não desanimaram os competidores da 4ª etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross, que turbinaram a hidratação com água de coco, enquanto a plateia recorreu ao tradicional tereré. Já são mais de 13 mil pessoas reunidas no Autódromo Orlando Moura, que fica na saída para Três Lagoas. Enquanto quem veio de fora do Estado reclama do tempo seco, os campo-grandenses comemoram a opção de lazer no fim de semana.

Dentre os que foram ao evento munidos do tereré está o auxiliar hospitalar Valdir César Moreira da Silva, 46 anos, que aproveitou o domingo para sair com a família e chegou no autódromo no início da tarde, com uma garrafa términa grande cheia de água. “O grande problema de Campo Grande é que domingo tem três opções: ir ao shopping, ir para Avenina Afonso Pena ou ficar em casa”, disse Valdir.

Com o filho de oito anos, Gabriel e a esposa, Rosemeire Duarte, Valdir aproveitou os intervalos das competições para visitar o boxes das equipes. “O evento está bem organizado e não tivemos problema para chegar”, avaliou.

Rodrigo Elvis, 28 anos, participa do estadual e acompanha o evento com a esposa, Jankielle Kosloski, 25 anos, e a filha Izabelly de um ano e três meses. Eles também contam com o tereré, além de um guarda-sol. “Participar da modalidade é uma emoção inexplicável de outro mundo”, relata Rodrigo, que sonha em chegar um dia nas principais categorias do motocross.

Aproveitando a sombra do guarda-sol família, ao lado estava a auxiliar de montagem, Lucinéia Marques da Silva, 43 anos. “Apear do calor, está valendo muito a pena estar desde as 10h aqui assistindo”, contou Lucinéia, que abusou do protetor solar.

A entrada do evento é gratuita e o público concorre a uma motocicleta Biz zero quilômetro, segundo a Confederação Brasileira de Motociclismo. Na prova da categoria Júnior, realizada no fim da manhã, ficou em primeiro lugar Enzo Lopes (RS), seguido de Bruno Fensterseifer (RS), Djalma de Brito (SP), Renan Goto (AL) e Tallys  Nathan (PE).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions