A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

21/01/2008 11:00

Bagunça marca início do Campeonato Estadual

Redação

Mesmo após a realização de duas rodadas, o time mais tradicional de Mato Grosso do Sul, o Operário, sequer estreou no Campeonato Estadual. O mesmo aconteceu com Misto e Rio Verde. Este é o melhor exemplo da confusão que se tornou a competição, que antes de seu início vivenciou a desistências de clubes e agora sofre com a falta de estádios para a realização de jogos.

O principal palco do futebol regional, o Morenão, teve as arquibancadas interditadas, adiando a estréia do Operário. O mesmo aconteceu com outros estádios tradicionais, como o Arthur Marinho, em Corumbá. Com isso, muitos jogos foram remanejados. Outros adiados.

Dos sete jogos programados no início da competição para o domingo passado (20), dois não foram realizados: o do Paranaibense contra o Misto, que seria no Morenão, em Campo Grande, e do Operário contra o Rio Verde, que seria no mesmo local.

O jogo do Paranaibense foi cancelado porque o time desistiu de participar da competição devido à falta de recursos. Com isso, chega a quatro o número de clubes desistentes, incluindo na lista a Serc (Sociedade Esportiva e Recreativa Chapadão) e os clubes que a substituiriam (Camapuã e Ponta Porã Sociedade Esportiva). Hoje, o Estadual conta com 16 clubes.

A bagunça é tamanha que um grupo ficou com sete times enquanto o outro conta com nove.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions