A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Outubro de 2019

07/07/2019 07:54

Brasil busca confirmar favoritismo na grande final contra o Peru

Partida vai ocorrer nesta tarde (07), a partir das 16h (horário de MS), no estádio Maracanã, no Rio de Janeiro

Leonardo Rocha
Gabriel Jesus durante lance do jogo contra o Peru (Foto: Lucas Figueiredo - CBF)Gabriel Jesus durante lance do jogo contra o Peru (Foto: Lucas Figueiredo - CBF)

A Seleção Brasileira entra em campo neste domingo (07), a partir das 16h (horário de MS), em busca de mais um título da Copa América, dentro de seus domínios. O desafiante é o Peru, que já perdeu para verde amarela na primeira fase, por 5 a 0. Depois disto, o adversário evoluiu e eliminou pelo caminho Uruguai e Chile.

O Brasil deve entrar em campo com a mesma equipe que venceu a Argentina, tendo apenas uma dúvida na lateral esquerda, entre Filipe Luís e Alex Sandro. Já o ataque deve prosseguir com Gabriel Jesus, Everton e Roberto Firmino. A equipe vai ter que lidar com o “favoritismo” por jogar em casa e já ter vencido o Peru no torneio.

A partida vai ser no estádio Maracanã, no Rio de Janeiro, e deve ter por volta de 60 mil pessoas para assistir a grande final. O técnico da Seleção Brasileira, Tite, em entrevista coletiva garantiu que vai continuar a frente da equipe até 2022 e que apesar do primeiro jogo contra o Peru, que foi vencido por goleada, espera um jogo mais difícil. O desafio será ter um novo protagonista na final, sem a presença de Neymar.

Já o Peru conseguiu se recuperar depois de perder do Brasil. Logo depois mudou alguns jogadores e esquema tático, fazendo um bom jogo defensivo contra o Uruguai. Eles seguraram a “celeste” e conseguiram levar a disputa aos pênaltis. Foi quando conseguiram se classificar para semifinal. Já no outro duelo aplicou uma vitória categórica sobre o Chile por 3 a 0.

A final da Copa América vem no momento de muitas críticas de jogadores e equipes em relação à arbitragem, assim como a Conmebol. O discurso mais duro foi da Argentina e do jogador Lionel Messi. Outras reclamações foram sobre a organização e logística dos jogos, assim como dos gramados brasileiros.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions