A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

23/03/2017 21:17

Brasil vira para cima do Uruguai, cala Centenário e fica perto da Copa

Nyelder Rodrigues
Neymar fez o terceiro gol do jogo em uma verdadeira pintura (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)Neymar fez o terceiro gol do jogo em uma verdadeira pintura (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Um show em campo. Talentos individuais aliados a um grande trabalho em conjunto, sob o comando de um treinador que se reciclou, deixou de lado o senso comum de que "o brasileiro já nasceu sabendo tudo de bola" e na noite desta quarta-feira (23) assombrou uruguaios ao vencer, de virada, por 4 a 1 os rivais históricos.

O resultado praticamente garante a vaga para a Seleção canarinho na Copa do Mundo de 2018, muito graças ao trabalho de Tite, que em pouco tempo à frente do Brasil conseguiu implantar um sistema de jogo baseado em uma formação 4-1-4-1 que, diferente dos anos anteriores, está no mesmo nível das principais seleções e clubes do mundo.

A quinta parecia que seria de azar para o Brasil, mas os avanços do volante Paulinho ao ataque foram decisivos para mudar a história do jogo. Com apenas sete minutos de partida, o centro-avante do PSG, Cavani, maior goleador da temporada na Europa, foi derrubado pelo goleiro Alisson na pequena área.

Na cobrança de pênalti, ele mesmo abriu o placar e a intranquilidade do torcedor, que passou a ficar desacreditado em uma vitória brasileira. Porém, em campo, o time seguiu tranquilo e buscando jogar normalmente, sem mudar o plano de jogo.

Aos 18 minutos, o Neymar pela esquerda achou Paulinho entrando pelo meio. Com espaço, o volante que hoje atua no futebol chinês avançou e soltou um lindo chute de longe, sem chances de defesa para o goleiro uruguaio Martín Silva.

Com o decorrer do jogo, o Brasil foi dando as cartas e mostrando superioridade. Ainda assim, o duelo foi para o intervalo com o placar empatado em 1 a 1. Mas o segundo tempo prometia mais, para tristeza dos donos da casa.

Diante de um estádio Centenário lotado na capital uruguaia Montevidéu, outra vez brilhou Paulinho. Substituindo o lesionado Gabriel Jesus, Roberto Firmino recebeu na entrada da área de costa, girou como um centro-avante clássico para cima do marcador e chutou rasteiro. Silva espalmou e a bola sobrou para Paulinho, que não desperdiçou, aos sete.

O Uruguai, com seu jogo aguerrido, não desistiu e continuou tentando chegar ao gol, esbarrando nas boas intervenções de Alisson e no pouco espaço concedido pela defesa brasileira. E foi desse setor que surgiu o terceiro gol.

Aos 29, Miranda recuperou a bola e deu um chute para frente, encontrando Neymar. O atacante, que ocupou o corredor esquerdo, ganhou de Coates da corrida e, frente a frente com Martín Silva, bateu por cima e encobriu o goleiro para ampliar.

Neste momento, o domínio brasileiro estava claro. Mas vinha mais pela frente para completar a noite mágica no Uruguai. Com 47 minutos, Dani Alves recebeu e cruzou para Paulinho, livre na pequena área, empurrar de peito para seu "hat-trick" e encerrar de uma vez por todas as desconfianças sobre a atual geração de jogadores brasileiros.

Após o 4 a 1 de hoje, o Brasil retornar ao país para encarar o Paraguai, às 20h45 (horário de MS), na terça-feira (28). O duelo acontece em São Paulo (SP), na Arena Corinthians, justamente onde Tite se consagrou em 2015, campeão brasileiro com um Corinthians que, em muitos aspectos táticos, é semelhante a atual Seleção.

Com 13 rodadas já disputadas, o Brasil lidera às Eliminatórias Sul-americanas da Copa do Mundo de 2018, que acontecerá na Rússia. São 30 pontos conquistados, contra 23 do vice, Uruguai, 21 da Colômbia e 20 do Equador e Chile, que encara ainda nesta noite a Argentina, que tem 19 pontos e está em sexto na classificação.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions