A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

29/06/2012 20:38

Cicloturistas do MS vão percorrer 850 km em aventura pelo Pantanal

Nyelder Rodrigues e Viviane Oliveira
Viagem começa em Cuiabá (MT) no domingo pela manhã, com destino a Campo Grande, passando por vários pontos do Pantanal (Foto: Pedro Peralta) Viagem começa em Cuiabá (MT) no domingo pela manhã, com destino a Campo Grande, passando por vários pontos do Pantanal (Foto: Pedro Peralta)

O cicloturista Hecson Nogueira Martins, de 32 anos, embarca hoje (29) em Campo Grande, às 23h, para Cuiabá (MT), de onde começa uma viagem de bicicleta de volta para a Capital sul-mato-grossense.

Em cima de uma bicicleta, a grande paixão de Hecson, ele vai fazer o trajeto junto com a esposa, Denise Rosemback, de 36 anos, e com o amigo Sandro Ferreira, de 32 anos, com quem vai se encontrar amanhã (30), às 22h, em Cassilândia, no norte do Estado.

Os três vão usar bicicletas próprias para o cicloturismo, com bagageiro traseiro e dianteiro. Entre os equipamentos que serão levados, estão mochilas com alimentos, água, reidratantes, kit de manutenção para as bicicletas, kit de primeiros socorros, uniformes reservas, lanternas e GPS.

“Estamos muito empolgados. Comecei a contar quando faltavam 100 dias, e agora faltam apenas dois para começar a nossa aventura. Longe de casa, vamos sentir saudades da família. Mas o passeio é fantástico pelo contato direto com a natureza e por voltarmos rejuvenescidos”, declara Hecson.

O cicloturista conta que essa é a sexta vez que viaja de bicicleta, e a segunda de sua esposa. Na primeira vez, ele foi até Cassilandia, cidade localizada a 418 quilômetros de Campo Grande. Já a segunda foi aos arredores da Capital. Na terceira viagem dele, que foi a primeira da esposa, o destino foi para Bonito.

Nas outras duas viagens, o destino foi o Pantanal, sendo que na última ele foi até a cidade mato-grossense de Poconé. Hecson é o atual líder do ranking da Copa Mountain Bike e segundo colocado do Campeonato Estadual de Ciclismo Olímpico.

A aventura será realizada nas férias de Hecson, que trabalha como auxiliar de motorista na Supergasbras. A empresa oferece apoio logístico ao trio de viajantes, com passagens, estadias e uniformes.

Um dos sonhos de Hecson é dar a volta ao mundo de bicicleta. Outro sonho é ir também de bicicleta ao Chile, país indicado pelos amigos (Foto: Pedro Peralta)Um dos sonhos de Hecson é dar a volta ao mundo de bicicleta. Outro sonho é ir também de bicicleta ao Chile, país indicado pelos amigos (Foto: Pedro Peralta)

Paixão e família - Casado há 10 anos, Hecson tem uma filha de oito anos, que vai ficar com a avó paterna durante a viagem. “Ela apoia nossa viagem e diz que quando crescer, também vai ser cicloturista”, conta Hecson.

Ele tem dois sonhos. Um deles é ir de bicicleta para o Chile, indicado por amigos como um país lindo. Já o outro sonho é dar a volta ao mundo, também de bicicleta.

Formado em Logística, o cicloturista mora no conjunto Parati - região Sul da cidade - e vai para o trabalho, próximo ao Aeroporto Internacional, de bicicleta, pelo menos três vezes por semana. O trajeto tem 12 quilômetros.

Hecson pratica o ciclismo desde os 15 anos. Para convencer a mulher a participar sempre falava de suas aventuras. "Até que um dia ela começou a me acompanhar nos treinamentos", disse.

Durante a viagem, eles pedalam das 7h até por volta das 16h, quando começam a planejar se vão continuar o percurso até chegar em uma fazenda ou montar as barracas na beira da estrada.

Hecson conta que vai às fazendas e pede para ficar no local, sendo muito bem recebido. “O povo mais hospitaleiro é o pantaneiro. Não vi algo maior em outro lugar”, destaca.

Trajeto - No trajeto que ele vai fazer junto com esposa e amigo, Hecson vai percorrer 850 quilômetros até chegar em Campo Grande. Ele começa no domingo (1º) pela manhã a aventura. Os três vão de bicicleta até Poconé, percorrendo 125 km. Lá, eles dormem e voltam à viagem no outro dia cedo, quando vão continuar até Porto Jofre.

No norte do Pantanal, eles vão atravessar de barco o rio São Lourenço até o Porto do Recreio, de onde seguem até uma fazenda. A partir daí, Hecson diz não conhecer bem o caminho, mas que pretende chegar até o rio Taquari, que divide as regiões do Pantanal, atravessando novamente de barco e dali seguir de volta para Campo Grande.

Planejamento - De acordo com Hecson, uma viagem como essa tem que ser muito bem planejada, sendo realizados treinamentos físicos para que seja possível seguir o trajeto sem grandes problemas.

Essa viagem vem sendo planejada há sete meses, sendo feito treinos tanto no asfalto como na terra, os dois solos que serão encontrados pelo trio de aventureiros durante o percurso.



Tive oportunidade de conhecer Hecson na faculdade ... Ele e um exemplo para todos pois nos mostra que pode conquistar sonhos ,unindo trabalho, estudo e familia.Parabens!
 
Eliane A. Souza em 15/07/2012 10:55:56
Boa sorte a vcs na aventura e qui Deus aconponhe vcs...
 
carlos bike em 03/07/2012 09:26:02
Estudei com o Hecson... é um cara bem centrado e tenho certeza que vai alcançar o objetivo !! boa viagem e boa sorte !!!
 
Thiago Amaral de Carvalho em 30/06/2012 11:14:58
Boa sorte na aventura. Muito bacana ver uma família unida praticando um esporte tão gostoso. Parabéns.
 
Juarez Goncalves em 29/06/2012 10:34:13
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions