A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

05/10/2013 19:55

Com um a menos, Grêmio vence e aumenta má fase do Botafogo

Vinícius Squinelo

Um jogo tenso, disputado, com direito a expulsão, vaias ao astro Seedorf e o técnico do Botafogo, Oswaldo de Oliveira, dando susto no fim, ao passar mal com dores no peito e precisar até de desfibrilador para ser atendido. O Botafogo x Grêmio deste sábado, no Maracanã, com renda de R$ 356.995,00, com 10.959 pagantes e 14.418 presentes, não teve como maior virtude a beleza. Mas, pelo intenso suor, parecia disputa pela liderança do Brasileiro, e não pelo segundo lugar, em poder da equipe gaúcha. Começando a partida a 11 pontos do líder Cruzeiro, foi justamente o Tricolor o vitorioso na abertura da 26ª rodada. Não importa se no segundo tempo os bicos para a frente soavam como um mantra e o gramado já dava sinais de desgaste. Com um a menos desde os 29 minutos do primeiro tempo - Kleber, mais uma vez ele, foi para o chuveiro mais cedo -, sobraram ao time de Renato Gaúcho garra, eficiência tática e conjunto, com a defesa dando poucos espaços.

A vitória com a marca da equipe gaúcha e o belo gol de Alex Telles, aos 37 minutos da primeira etapa, fez o Grêmio abrir mais a frente pelo segundo lugar na tabela, com 48 pontos, e mostrar que segue na competição à espera de tropeços do líder, agora oito pontos à frente. Pior para o Botafogo, há seis rodadas sem obter um triunfo, estacionado nos 43. Sem recuperar o futebol que chegou a deixá-lo na liderança, o Alvinegro perde fôlego, principalmente o astro Seedorf, que deu mais sinais de cansaço com a maratona de jogos e foi vaiado no fim da partida. A torcida, revoltada, também pedia raça e gritava "Ô, ô, ô, atrasa o salário". Na próxima rodada, a equipe vai à Arena Pernambuco encarar o lanterna Náutico, na quarta-feira, com pressão maior pelos três pontos. Ao fim da partida, Seedorf não escondeu a insatisfação com as vaias.

- As vaias são um grande pecado. Não afeta a mim, afeta ao time. Hoje foi muito particular, todo mundo viu. Mas a gente vai ficar unido e lutar até o final. Faz parte do futebol. O Grêmio é um grande time. A gente paga caro por poucos erros que comete no jogo. Mas estou com muita vontade de virar essa situação.

O Tricolor Gaúcho, que teve ao fim da partida os jogadores comemorando efusivamente os três pontos perto da pequena torcida presente ao Maracanã, terá um encontro aparentemente mais fácil: receberá o Criciúma, no mesmo dia, na Arena do Grêmio. O zagueiro Werley, um dos destaques da partida, mostrou a expectativa da equipe quanto ao desfecho da rodada no domingo, quando secará a Raposa contra o lanterna Náutico na Arena Pernambuco



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions