A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

24/02/2014 15:58

Costa Rica não se vê como "zebra" e promete aprontar mais no Estadual

Helton Verão
Costa Rica perdeu apenas duas partidas, depois que Gilmar Calonga assumiu não perdeu mais.Costa Rica perdeu apenas duas partidas, depois que Gilmar Calonga assumiu não perdeu mais.

A surpresa do Campeonato Sul-Mato-Grossense 2014, indiscutivelmente é o Costa Rica, que lidera o grupo A, já há três rodadas e promete dar muito mais trabalho aos adversários. O presidente Cezar Mignoli acredita que por estar longe da Capital e há dois anos inativo antes da Série B, em 2013, os holofotes não se voltaram ao seu clube.

Mas para Mignoli não é nenhuma surpresa a situação do clube no campeonato e humilde ainda mira por enquanto, apenas a semifinal. “Somos de 2005, a maioria dos clubes já existiam, Ubiratan, Comercial, enfim, estamos longe da Capital e não atuamos nos últimos dois anos, antes da segundona no ano passado, isso pode pesar. Mas nosso foco é chegar a semifinal e quem sabe depois a final”, almeja o presidente.

Muito desfalcado na rodada do fim de semana, quando acabou cedendo o empate ao Comercial, aos 42 minutos do segundo tempo, o presidente se diz tranquilo quanto a aproximação do segundo colocado, o Cene na classificação. “De acerta forma não foi um mau resultado, já que estamos sofrendo muito com as lesões. Temos sete jogadores no departamento médico”, crava Mignoli.

Citando sobre as baixas de Buiu, Sandrinho, Nino, Alex Silva, Abdala, Luis Ricardo e Fabinho. Entre todos os casos, preocupa o caso do zagueiro Abdala, que distendeu o músculo adutor da coxa e só volta em 30 dias.

“Mesmo com tudo isso, estamos dando trabalho e vamos dar muito mais. O jogo desta quarta-feira (contra o Misto), muitos podem apostar que vamos perder pontos, mas vamos provar o contrário”, avisa Cezar.

O presidente ainda revela que o clube aumentou em R$ 10 mil sua folha salarial, antes de R$ 40 mil e que o patrocínio do banco Sicredi não é ‘milionário’ como muitos podem cogitar. “Cobre alguns gastos pontuais nossos, não existe essa história que temos muito dinheiro”, revela.

O Costa Rica teve duas derrotas seguidas no campeonato, e chegou a dar indícios que cairia na classificação após perder de quatro a zero para o Comercial, na terceira rodada. Mas após a saída do técnico Serginho Índio e Gilmar Calonga assumir o posto,  o clube não perdeu mais, até chegar à ponta.

Nesta quarta-feira o Costa Rica encara o Misto, no estádio Madrugadão, em Três Lagoas, às 20 horas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions