A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

20/04/2015 15:16

Falta de patrocínio, principal desafio de lutadora campo-grandense de kung fu

Paulo Nonato de Souza
Atleta Edinéia Camargo trava luta pela falta de patrocínio para continuar no esporte (Foto: Arquivo pessoal)Atleta Edinéia Camargo trava luta pela falta de patrocínio para continuar no esporte (Foto: Arquivo pessoal)

Considerada a 7ª melhor lutadora de Kung Fu do mundo com o título mundial conquistado em 2014, na Malásia, a atleta campo-grandense Edinéia Camargo enfrenta diariamente, fora do tatame, a luta pela falta de recursos para se manter no esporte.

Filha de uma dona de casa e de um guarda-municipal, segundo ela a procura por patrocinadores tem sido a principal batalha de sua carreira.

Há dois anos sem receber bolsa do Ministério do Esporte, ela conta que a cada viagem ou campeonato precisa enfrentar um desafio diferente junto com a família, amigos e colegas de esporte que ajudam comprando e vendendo rifas, realizando almoços e até emprestando dinheiro.

Aos 25 anos e convocada desde 2007 para a Seleção Brasileira de Kung Fu, Edinéia já conquistou títulos nacionais, na categoria Sanda (combate corpo-a-corpo) e Kati (simulação de luta), hexa campeã brasileira, bi sul-americana, campeã pan-americana e 7ª melhor do mundo, além de mais de cem medalhas. Já competiu no Paraguai, Argentina, Uruguai, México, Portugal, Turquia, Costa Rica, Malásia e passou um mês na China em um intercâmbio de treinamento.

Apesar das dificuldades pela falta de patrocínio, a atleta afirma que não há nada que a faça desistir do seu sonho. “Eu amo o que faço, sou apaixonada pelo que faço, acredito em mim, no meu talento e no esporte. Existem jovens e crianças que me têm como exemplo, que dizem ter orgulho de morar no meu bairro ou da minha cidade e é por essas pessoas e para representar o meu país que eu faço tudo isso. Só vou parar quando não me sentir mais feliz lutando”, disse Edinéia, estudante de Educação Física. Ela já tem vaga garantida no 6º Campeonato Sul-Americano de Wushu, que acontecerá em junho no Paraguai. (Com informações de Thaís Campos)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions