A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

23/11/2012 08:56

Felipão faz palestra em Corumbá e defende importância do estudo

Fabiano Arruda
Técnico Luiz Felipe Scolari, pentacampeão pela seleção brasileira, durante palestra ministrada ontem à noite em Corumbá. (Foto: Diarionline)Técnico Luiz Felipe Scolari, pentacampeão pela seleção brasileira, durante palestra ministrada ontem à noite em Corumbá. (Foto: Diarionline)

Numa palestra para alunos, entre crianças e adolescentes na faixa etária de 7 a 17 anos, além de pais e professores, o Luiz Felipe Scolari, ex-técnico do Palmeiras e pentacampeão pela seleção brasileira em 2002, fez um paralelo entre esporte e educação. Ele pregou a importância do estudo como base.

Felipão contou que, desde sua infância, no interior do Rio Grande do Sul, teve a disciplina como base e que seu pai sempre cobrou estudo.

"Meu pai podia me dar muita coisa, amor principalmente, mas cobrava de mim estudo. Nunca tive uma nota dez, mas nunca tive nota cinco, sempre fui aluno disciplinado e meu pai me cobrava. Cresci com essa mentalidade e fui fazendo a minha vida. Eu estudei bastante, quem quiser crescer, não interessa o lugar que nasceu, quem quer vai buscar, vai atrás”, afirmou.

O treinador ministrou palestra, que durou cerca de 30 minutos ontem (22) à noite, para alunos, pais e professores que integram o programa "Segundo Tempo", em Corumbá e Ladário, onde a iniciativa do Governo Federal ocorre por meio do projeto "Forças no Esporte", da Marinha e Exército, e atende 250 crianças e adolescentes.

“Eu queria oportunidade e o que o Governo dá hoje a vocês aqui [com o programa Segundo Tempo] é oportunidade, portanto, não tem valor financeiro que cubra isso. Oportunidade é o que mais precisamos na nossa vida e as crianças têm que saber de uma coisa, quem não estudar não vai ter chance no Brasil do futuro, tem que estudar, primeiro estudar gente", frisou.

Felipão, que antes do evento deu uma rápida entrevista coletiva, mas se negou a falar de futebol, enalteceu que o programa do Governo Federal priorize o desenvolvimento da saúde, educação, disciplina e cidadania.

"Muitas vezes a ideia é que seja desenvolvido esporte com finalidade de achar craques em todas as modalidades, mas não é isso. A finalidade é desenvolver a mentalidade nesses jovens de que a saúde é mais importante que qualquer outra coisa. O talento, quem tiver, vai mostrar e depois será desenvolvido numa parte seguinte por pessoas em outro nível", defendeu.

O técnico, que lembrou que também foi professor de Educação Física, ainda respondeu perguntas da plateia e voltou a destacar que suas conquistas no futebol foram fruto de trabalho, capacitação profissional e disciplina.

Scolari e o secretário Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social do Ministério do Esporte, Afonso Barbosa, que também participa do evento em Corumbá, devem visitar, nesta sexta-feira, os núcleos do programa "Forças no Esporte". (Com informações do site Diarionline)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions