A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

25/11/2014 15:48

Lesão tira judoca de "ouro" de MS da disputa por vaga na Olimpíada do Rio

Michel Faustino
Lesão no joelho esquerdo tirou judoca sul-mato-grossense da seletiva Olímpica que acontece em dezembro. (Foto:reprodução/facebook)Lesão no joelho esquerdo tirou judoca sul-mato-grossense da seletiva Olímpica que acontece em dezembro. (Foto:reprodução/facebook)
Layana conquistou o ouro nos Jogos Olímpicos da Juventude, realizado este ano na China. (Foto: Reprodução/Facebook)Layana conquistou o ouro nos Jogos Olímpicos da Juventude, realizado este ano na China. (Foto: Reprodução/Facebook)

Uma lesão no ligamento colateral medial do joelho esquerdo, ocasionado por um estiramento, tirou a judoca sul-mato-grossense Layana Colman, 18 anos, da disputa por uma vaga nas Olimpíadas do Rio 2016, que acontece em dezembro. Impossibilitada de voltar aos tatames pelo menos até janeiro, a atleta também não poderá participar da seletiva para a seleção Sub-21, que ocorre no mesmo mês.

Layana, que já está em fase de recuperação, conta que se lesionou há cerca de dois meses durante um treino. A atleta tinha acabado de voltar de Nanquin, na China, onde conseguiu o feito inédito de conquistar a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos da Juventude.

“Eu tinha acabado de chegar da China. Durante pouco mais de um mês eu fiz algumas apresentações e participações em campeonatos menores. Quando retomei aos treinos, por uma bobeira aconteceu isso”, disse.

A atleta relata ainda que no momento em que sentiu uma “fisgada” no joelho não imaginou que aquele pequeno desconforto poderia interromper o seu ciclo vitorioso.

“Eu senti uma dorzinho de nada no joelho, não achei que fosse grave. Permaneci treinando e por consequência o desconforto aumentou e resolvi parar”, disse.

Após passar por exames, foi diagnosticado que a atleta sofreu uma lesão no ligamento colateral medial do joelho esquerdo ocasionado por um estiramento. Ao ser comunicada sobre a lesão e que eventualmente teria que ficar afastada temporariamente dos tatames Layana “desabou”.

“Quando me falaram que eu teria que parar, mesmo que por um tempo, eu fiquei muito mal. Eu fiquei um pouco assustada, até porque foi uma bobeira. Mas, depois descobri que não precisaria passar por cirurgia e que a recuperação seria rápida eu fiquei mais aliviada”, disse.

Para tentar retornar aos tatames o mais rápido possível, a judoca têm intensificado os trabalhos de fisioterapia. Segundo ela, a recuperação está avançada, porém, sua volta aos tatames não deve ocorrer antes de janeiro.

“Eu estou focada na fisioterapia e já consegui bastante avanços. Mas, voltar a lutar somente em janeiro. Até porque quero fazer tudo certinho para não complicar a lesão”, disse.

Afastada da intensa rotina de treinamentos e dedicação “exclusiva” ao esporte Layana diz que está levando uma vida de adolescente “normal”.

“Apesar de ter ficado muito chateada com a lesão e de não poder participar das seletivas eu tenho que continuar a vida. Hoje eu estou saindo, indo em festas, curtindo a vida como uma adolescente normal. Coisa que eu não poderia fazer se estivesse me dedicando a uma seletiva ou competição. Estou curtindo”, revelou a atleta.

Apesar de estar aproveitando o “descanso” proporcionado pela dor de uma lesão, a atleta diz que assim que retornar aos tatames irá se dedicar ao máximo para disputar o campeonato mundial Sub-21 2015 que acontece em outubro em Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos.

“Agora eu espero voltar bem e me preparar para o mundial. Esse é meu grande objetivo para o próximo ano”, revelou.

Atleta aguarda recuperação e irá focar no mundial Sub-21 de 2015. (Foto:Reprodução/Facebook)Atleta aguarda recuperação e irá focar no mundial Sub-21 de 2015. (Foto:Reprodução/Facebook)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions