A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Novembro de 2019

19/10/2019 21:54

Levada a júri popular, acusado de matar homem a pauladas é inocentado

Gabriel Roberto Fonseca Bastos respondia ao processo em liberdade

Adriano Fernandes
Acusado durante a sessão de julgamento do Três Lagoas. (Foto: JP News) Acusado durante a sessão de julgamento do Três Lagoas. (Foto: JP News)

Acusado de ter matado a pauladas Daniel de Souza Farias, de 37 anos, ainda no ano de 2013, Gabriel Roberto Fonseca Bastos, foi absolvido pelo tribunal do júri em Três Lagoas, cidade a 338 quilômetros de Campo Grande.

Daniel foi morto na mesma casa em que a mãe dele, Alzira Antônia Farias, de 71 anos, foi estuprada e morta, no ano anterior, no dia 23 de fevereiro de 2012. Na noite da execução de Daniel, que ocorreu em 14 de novembro de 2013, três pessoas teriam o perseguido e o matado no imóvel da Rua Taufic Farran, na Vila Piloto, zona Leste da cidade

O motivo, seria vingar os crimes cometidos por Daniel no bairro, entre eles o estupro de uma mulher e sua filha. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado, mas já encontraram o homem morto. 

Após o crime, os acusados fugiram e, desde então, Gabriel era apontado como um dos envolvidos. Ele respondia ao processo em liberdade, contudo, durante a sessão da última quarta-feira (16) o júri concluiu que ele não foi responsável pelos golpes que mataram Daniel e o absolveram.

Uma outra pessoa que participou do crime na época, foi morto meses depois e por isso o caso foi arquivado, ainda conforme o JP News.

Daniel de Souza Farias foi morto a pauladas. (Foto: Perfil News) Daniel de Souza Farias foi morto a pauladas. (Foto: Perfil News)
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions