A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

08/08/2010 09:37

Madureira reclama de arbitragem após goleada do Cene

Redação

Após a goleada do Cene ontem, no estádio Morenão, durante a 4ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série D, a diretoria do Madureira culpou a arbitragem pelo resultado e questionou a "imparcialidade" do tri de arbitragem sorteado pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol) escalado para o jogo.

Equivocada, a direção do time carioca emitiu nota à imprensa se dizendo surpresa ao saber somente na hora em que chegou ao estádio Morenão que o árbitro da partida era também do Mato Grosso do Sul. O trio de arbitragem, porém, é de Mato Grosso: Edílson Ramos de Matos, de Cuiabá, foi auxiliado por Luiz Fernando da Silva e Joadil Leite Pimenta.

Segundo a reclamação do Madureira, "com um péssimo desempenho, o árbitro validou um gol completamente impedido do time da casa e não marcou um pênalti claro a favor do Madureira".

Segundo o Madureira, o jogo foi equilibrado no primeiro tempo e terminou 1 a 1. Na volta para o segundo tempo, os anfitriões seguiam pressionando e o Madureira se defendia bem e usava os contra-ataques. A pressão do Cene deu certo e o time da Capital fez 2 a 1.

A partir de então, segundo o Madureira, o jogo começou a ter problemas de arbitragem. Segundo o time carioca, "o atacante Maciel sofreu um pênalti escandaloso ignorado pelo homem de preto. Coincidentemente, minutos após, o mesmo validou um impedimento claro do ataque do Cene, que resultou no terceiro gol da equipe. Isso foi um balde de água fria para o time carioca".

Porém, segundo análise do jornalista Ricardo Paredes, da rádio Difusora Pantanal, a jogada do terceiro gol do Cene foi legal. "O lance foi claro e totalmente legal. Não há motivo para essa polêmica.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions