A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 17 de Janeiro de 2018

03/12/2016 10:05

Na Arena Condá, campo-grandense relata clima de tristeza em Chapecó

Paulo Nonato de Souza
A Arená Condá já nas primeiras horas deste sábado (Foto: André Oliveira)A Arená Condá já nas primeiras horas deste sábado (Foto: André Oliveira)

“O clima aqui é de muita tristeza, como se ninguém acreditasse no que aconteceu”, disse o campo-grandense André Oliveira, que está neste momento na Arena Condá, aguardando com milhares de pessoas a chegada dos corpos das vítimas do acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, ocorrido na madrugada da última terça-feira em Medellin, na Colômbia.

André conta que as pessoas começaram a chegar ao estádio para acompanhar o velório já nas primeiras horas deste sábado, que amanheceu chuvoso em Chapecó. No trajeto até a Arena Condá ele registrou a movimentação dos chapecoenses com o luto em homenagens ao time.

“A cidade toda está parada, o comércio está fechado. As ruas estão com o meio-fio pintado de verde e branco, nas portas das casas, das lojas e até nos enfeites de Natal tem fitas pretas junto de laços ou algum detalhe na cor verde da camisa da Chapecoense”, relata o analista de sistema André Oliveira.

Os 50 caixões com os corpos das vítimas do acidente aéreo já chegaram ao aeroporto de Chapecó, trazidos de Medellin, Colômbia, por dois aviões da Força Aérea Brasileira. “Mas ainda não começaram a chegar ao estádio, e acho que a chuva vai atrasar o início do velório”, avalia o campo-grandense.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions