A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 20 de Novembro de 2018

15/04/2018 10:03

Nadador transplantado elogia corrida e caminhada "Sangue Bom" na Capital

Para Rodrigo Machado doar sangue é "doação de vida em vida"

Osvaldo Júnior e Liniker Ribeiro
Atletas durante a premiação da corrida (Foto: Fernando Antunes)Atletas durante a premiação da corrida (Foto: Fernando Antunes)

"Doação de vida em vida". Essa é a definição de doação de sangue feita por Rodrigo Cristiano Machado, nadador transplantado de medula óssea, que participou, na manhã deste domingo (dia 15), da terceira edição da corrida e caminhada "Sangue Bom", no Parque dos Poderes, em Campo Grande.

A competição contou com a inscrição de cerca de 1 mil pessoas, sendo 300 para caminhada e 700 para corrida. O evento é uma iniciativa é do ISB (Instituto Sangue Bom) e busca sensibilizar as pessoas sobre a importância da doação de sangue, cadastro e recadastramento de medula óssea e de órgãos. Para garantir a segurança dos participantes, algumas ruas do Parque dos Poderes foram interditadas.

Rodrigo Machado, que visita Campo Grande pela primeira vez, avaliou positivamente a competição. "Fico feliz em estar aqui. A atmosfera da corrida é muito saudável e a prática de esporte é muito importante. Rodrigo é medalhista em diversas categorias no último World Transplant Games, realizado em Málaga, na Espanha, em junho do ano passado.

Rodrigo Cristiano, nadador que esteve no evento da manhã deste domingo (Foto: Fernando Antunes)Rodrigo Cristiano, nadador que esteve no evento da manhã deste domingo (Foto: Fernando Antunes)

Na avaliação do atleta, em um mundo de muito ódio, ações como a corrida e a da própria doação de sangue e de medula são extremamente importantes. "O mundo está do avesso. Então, nós temos que pensar sempre em fazer o nosso melhor e desejar o bem para outras pessoas sem querer nada em troca", afirmou. "Quem doa sangue está doando vida em vida", resumiu.

O professor Carlão, que está à frente do ISB, fez bons comentários da competição. "Foi um sucesso. E isso graças às pessoas que se inscreveram e que vieram participar", considerou. "O objetivo é estimular nas pessoas a responsabildade de entender que fazer o bem é sair da linha de conforto e aproveitar alguns momentos para salvar a vida de alguém. Nós queremos que as pessoas se cadastrem no Hemosul, doem sangue e obtenham informação sobre a doação de órgãos e medula", acrescentou.

Resultados – A concentração teve início às 7h no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo e a largada foi dada às 8h. Conquistaram medalhas, na modalidade masculina: André Rodrigues do Nascimento", 27 anos (com tempo de 22 minutos e 52 segundos); Enéias Teodoro Gomes, 49 (23 minutos e 53 segundos); e Fabrício Gamão (24 minutos e 29 segundos).

Entre as mulheres, os melhores resultados foram alcançados pelas atletas: Susie Guibu. 36 anos (tempo de 30 minutos e 29 segundos); Natália Duarte (30 minutos e 44 segundos); e Elaine Nery (32 minutos e 9 segundos).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions