A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

21/08/2014 18:11

Operário define diretoria que prega "novo modelo de gestão"

Michel Faustino
Torcida Guarra Operariana em momento de festa (foto: divulgação)Torcida Guarra Operariana em momento de festa (foto: divulgação)

Após mais de um mês de intensos debates, foi definida nesta quinta-feira  (21), em votação com chapa única, a nova diretoria do Operário Futebol Clube que terá como presidente o ex-membro do conselho fiscal Estevão Petralhas. Foi aprovada ainda a reforma estatutária que prevê maior participação dos sócios torcedores do clube, que terão direito a voto nas Assembleias. A homologação será feita amanhã (22), a partir das 9h, na sede da CUT (Central Única dos Trabalhores).

De acordo com Petralhas, o momento exige um “novo modelo de gestão”, onde o futebol não pode ser mais tratado com amadorismo. Segundo ele, o maior desafio do time que hoje completa 76 anos, é suprir as expectativas e resgatar o interesse dos torcedores, além de garantir a continuidade do plantel. Petralhas diz que é preciso se pensar além, e não somente em montar um time “temporário”.

“Hoje o grande problema do nosso Estado é de que montamos o time para uma determinada competição e depois temos que desmontar. E assim sucessivamente sem garantir uma continuidade, e isso é ruim. Temos que fazer o necessário para manter os atletas e ter um time de verdade, homogêneo que possa crescer e se destacar nas competições”, disse.

O dirigente afirma que o time que irá estrear no Campeonato Estadual Série B no dia 20 de setembro contra o Corumbaense sob o comando do técnico Gilmar Calonga está praticamente definido. Segundo ele, o time será composto por 25 atletas, sendo seis da base e os demais “puxados” de clubes do interior  e de fora do Estado.

Petralhas diz que está programada para acontecer no dia 30, uma apresentação simbólica de todo o time em plena praça Ari Coelho, centro da Capital. Segundo ele, a apresentação irá simbolizar a abertura do time para “ a grande massa, o povo”.

“Vamos pra onde o povo está, porque essa é a nova mentalidade do Operário, de chamar o povo. De mostrar que o time não está fechado e conta com a participação de todos para voltar a brilhar”, disse.

De acordo o dirigente, o clube ainda está sem patrocínio para a estreia no Estadual Série B, porém, ele acredita que com os resultados em campo, o reconhecimento virá. “Vamos mostrar que o time está com uma proposta diferente, e quando os resultados aparecerem, o interesse de patrocinadores virá junto”, Petralhas ressalta que mesmo sem patrocínio o clube tem condições de arcar com as despesas dos atletas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions