A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

29/09/2016 20:49

Primeiro judoca medalhista olímpico pelo Brasil vem à Capital sábado

Chiaki Ishii tem 74 anos e, após 40 anos sem competir, pretende voltar aos combates no Mundial de Master nos EUA

Nyelder Rodrigues
Seminário traz lenda do judô para Campo Grande (Foto: Divulgação)Seminário traz lenda do judô para Campo Grande (Foto: Divulgação)

Chiaki Ishii, o primeiro judoca a conquistar uma medalha olímpica pelo Brasil vem à Campo Grande no próximo sábado (1) para ministrar um seminário sobre a modalidade, que historicamente é a principal do Brasil nos Jogos Olímpicos. Ishii tem 74 anos e completa 75, por coincidência, no mesmo dia que estará na Capital.

O seminário, organizado pela Associação Desportiva Moura no Shopping Bosque dos Ipês, começa às 10h com as atividades voltaras para crianças entre cinco e nove anos, indo até 11h30. Entre 14h e 16h, é a vez das crianças e adolescentes entre 14 anos participarem do evento. Já entre 16h30 e 18h30, é a vez dos participantes acima dos 15 anos.

A taxa de inscrição no seminário é de R$ 50, e pode ser feita pelo site http://seminario.judomoura.com.br. O valor, além de revertido para custeio do evento, também será usado para auxiliar a participação de Ishii, considerado uma lenda do judô brasileiro, a participar do Campeonato Mundial Master.

Hoje com 74 anos, Ishii completa 75 anos, justamente, no dia que ministrará o seminário em Campo Grande. Em 1972, nos Jogos Olímpicos de Munique (ALE), ele conquistou medalha de bronze para o Brasil na categoria meio-pesado, a primeira das 21 ganhas pela modalidade carro-chefe do país em Olimpíadas.

História e retorno - Ishii é japonês, nascido em Ashikaga, e naturalizado brasileiro em 1969, três anos antes de abrir o quadro de medalhas do judô do Brasil em Olimpíadas. Ele detém o título de shihan, honraria modelo nas artes marciais.

Também na Alemanha, em Ludwigshafen, ele conquistou o terceiro lugar no Mundial de Judô de 1971. A última competição de Ishii foi em 1976, e desde então ele se dedica ao ensino do judô.

Agora, após 40 anos, ele quer voltar ao tatame como competidor. Porém, terá que arcar com cerca de R$ 10 mil em despesas nos EUA para disputar o Mundial Master, realizando diversos seminários pelo país em busca desses fundos.

Além de Ishii, também participam renomados senseis de Mato Grosso do Sul do seminário, como João Shimabukuro (6º dan), João Rocha (7º dan) e Reinaldo Santos (6º dan), além de Marco Moura, líder da Associação Moura, além de medalhistas mundiais do Instituto Ishii.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions