A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

05/10/2013 22:02

São Paulo vence o Vitória e sai da zona do rebaixamento

Vinicius Squinelo

No reencontro entre Ney Franco e seu ex-time, o São Paulo este duas vezes na frente do Vitória na noite deste sábado no Morumbi, mas cedeu o empate. No fim do jogo, conseguiu o gol da vitória. As equipes ficaram no 3 a 2 pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Antônio Carlos (duas vezes) e Luis Fabiano marcaram para os mandantes, enquanto o ex-são-paulino Juan e Dinei fizeram para o time rival.

Não faltavam ingredientes para uma partida nervosa. O principal deles era o reencontro do técnico Ney Franco desde que deixou o São Paulo e nunca escondeu sua mágoa. Mais do que isso, o reencontro com o goleiro Rogério Ceni, com quem teve uma troca pública de acusações. Os dois sequer se cumprimentaram antes do jogo. Outro que reencontrava o time do Morumbi era o lateral esquerdo Juan, que foi descartado pelo clube e hoje defende o Vitória. E foi justamente ele quem começou a estragar a festa tricolor, ao fazer um gol de pênalti quando a equipe paulista vencia. No entanto, um gol no final do jogo deu a tensa vitória ao time paulista.

Com o resultado, o São Paulo volta a vencer após três derrotas consecutivas e vai a 30 pontos e dorme fora da zona de rebaixamento da competição. Agora o clube paulista torce por um tropeço do Vasco neste domingo, contra o Flamengo. O Vitória, por sua vez, estaciona nos 37 pontos, na sexta posição na tabela.

O São Paulo começou a partida dando mostras de que não iria se complicar. Já aos 4min, depois de cobrança de escanteio, o zagueiro Antônio Carlos subiu mais que a defesa adversária e abriu o placar. Porém, o gol não deu a tranquilidade esperado ao time paulista. Aos poucos, o Vitória, bem postado em campo, percebeu o nervosismo do rival e passou a explorar isso.

Em mais de uma oportunidade, o Vitória chegou com perigo e parou em Rogério Ceni ou na falta de pontaria de seus atacantes. O São Paulo, por sua vez, levou perigo em chutes de média distância e em jogadas individuais de Ademilson. Aos 30min, no entanto, Rogério Ceni fez pênalti em Dinei. Para completar, o arqueiro tomou o terceiro cartão amarelo e não pega o Cruzeiro.

A cobrança coube ao lateral esquerdo Juan, ex-jogador do São Paulo e que foi muito vaiado pelos torcedores presentes na arquibancada. Mesmo levando um escorregão, ele converteu e empatou a partida no Morumbi. Após o gol, Rogério Ceni ficou revoltado com o árbitro, dizendo que o rival tocou duas vezes na bola quando escorregou e por isso o gol devia ser anulado.

No segundo tempo, os ânimos das equipes não se alteraram. Ainda nervoso, o time comandado pelo técnico Muricy Ramalho buscava o ataque de forma desorganizada. Mais consciente, o Vitória tentava controlar o jogo e explorar o contra-ataque. Os dois times tiveram chance de fazer o segundo nos primeiros dez minutos da etapa complementar, mas não aproveitaram.

A partir de então, o São Paulo foi só ataque e o Vitória se encolheu. Foi assim que o time da casa voltou a liderar o placar aos 20min, com Luis Fabiano. Porém, nem deu tempo de comemorar. Apenas três minutos depois, após um bate e rebate na área, Dinei empatou para o Vitória. Aos 42min, a redenção. Novamente após cobrança de escanteio, o zagueiro Antônio Carlos decretou a vitória do time mandante.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions