ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, QUARTA  17    CAMPO GRANDE 28º

Esportes

Sem dinheiro para viagens, time de MS rifa aspirador para jogar liga feminina

O time do Pezão/UCDB tem cinco partidas fora de casa para cumprir a tabela da 1ª fase da competição

Por Gabriel de Matos | 21/06/2024 15:58
Time feminino do Pezão/UCDB antes de partida fora de casa pela Liga Nacional de Futsal (Foto: Divulgação) 
Time feminino do Pezão/UCDB antes de partida fora de casa pela Liga Nacional de Futsal (Foto: Divulgação)

O time de futsal feminino Pezão/UCDB representa Mato Grosso do Sul na Liga Feminina de futsal. Porém, para conseguir atuar fora de casa, a equipe está fazendo rifa de aspirador e soprador de pó. Sem dinheiro para viagem para jogar neste sábado (22), as mulheres e a comissão técnica viajarão cerca de 650 km para chegara a Cascavel (PR).

O rival deste sábado, às 15h, será o Stein Cascavel, equipe que é atualmente a campeã da Libertadores de futsal feminino. A logística terá três carros particulares com auxílio no valor do combustível vindo a Federação de Futebol de Salão do MS. O Pezão/UCDB está na 9ª posição da Liga Feminina de futsal com três pontos e quatro derrotas.

"Como todos sabem e que não é segredo para ninguém, as coisas não estão fáceis, talvez piores do que imaginávamos. Dizem que não podemos viver de promessas, certo?
Nos fizeram promessas, e aqui estamos sem nada!", publicou a equipe nas redes sociais anunciando a rifa. O link para acessa é pela plataforma 123rifas.

Publicação na rede social do time da UCDB (Foto: Reprodução)
Publicação na rede social do time da UCDB (Foto: Reprodução)

Cada número é vendido por R$ 5 com 1000 cotas. Até o momento, foram vendidos 523. Os objetos rifados foram doados pela MRS Locação. O técnico da equipe, Luiz Fernando Borges, conhecido como Nando, detalhou a situação da equipe.

"Nós jogamos a liga nacional de futsal, o custo é muito alto, não conseguimos patrocinadores. A gente faz isso para conseguir arrecadar. A UCDB dá toda a estrutura, dá bolsa para as meninas, mas é um evento de nível nacional. Estão as melhores equipes do país e tudo é muito caro". disse.

Ele complementa que tentou recursos públicos, mas não conseguiu no começo do ano. Nando estima que o custo anual para manter a equipe seria em torno de R$ 500 mil.

No ano anterior, a equipe chegou a fase de quartas de final da Liga (Foto: Reprodução)
No ano anterior, a equipe chegou a fase de quartas de final da Liga (Foto: Reprodução)

O treinador explicou que o time também desistiu de disputar a Copa do Brasil do futsal. "Ano passado, ficamos em 3º lugar, abrimos mão porque temos de viajar. Daria novamente para chegar entre os três. A tendência é pararmos de jogar campeonatos nacionais".

Quem quiser entrar em contato com a equipe, pode acessar o perfil do Instagram (@futsalfemininoucdb).

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias