A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

20/02/2014 08:55

Sem tereré e com jogo pela TV, clássico é desastre de público

Helton Verão e Edivaldo Bitencourt
Morenão nesta quarta-feira recebeu menos de 600 torcedores, desses mais da metade não pagou entrada (Foto: Cleber Gellio)Morenão nesta quarta-feira recebeu menos de 600 torcedores, desses mais da metade não pagou entrada (Foto: Cleber Gellio)

A temporada do futebol dos times de Campo Grande e de Mato Grosso do Sul segue a rotina que há tempos está instalada na modalidade: arquibancadas vazias. Ontem, somente, 592 torcedores acompanharam o "clássico" do Campeonato Estadual no Estádio Pedro Pedrossian, o Morenão. Comercial e Novoperário não repetiram, nesta quarta-feira, nem a façanha do ano passado, quando uma partida semelhante atraiu 7 mil pessoas. 

Os torcedores apontam quatro fatores para afastar o público do estádio: as transmissões pela televisão, o baixo nível técnico, e as proibições das bebidas alcoólicas, e, principalmente, do tereré.

Além do público pífio, o jogo teve uma renda pior ainda. Mais da metade do público não pagou para entrar, mais uma situação normal no futebol local, as cortesias. Sobre as transmissões os torcedores recomendam não transmitir os jogos para Capital, quando acontecerem no Morenão.

“Não deviam transmitir os jogos no Morenão, pelo menos para Campo Grande não. Os mais apaixonados vem para o estádio, mas os demais torcedores ficam em casa, para não gastar dinheiro, com sua pipoca. Já se transformou em uma cultura”, avalia a dona de casa e torcedora do Novoperário, dona Ana de Sousa, 41 anos.

E os torcedores rivais estavam na mesma sintonia, o comercialino Rodrigo Maciel, 28 anos, não pensou duas vezes na resposta e pediu para evitar as transmissões dos jogos na Capital. “Não poderia passar os jogos na Capital, que passem os jogos dos clubes da Capital no Interior”, recomenda o promotor de vendas.

Por fim, Maciel ainda lembra que a proibição das bebidas alcoólicas e o valor da água e do refrigerante, comercializados geralmente por R$ 5 é o outro fator que atrapalha a ida ao estádio. “Quem aguenta pagar R$ 5 em uma água ou refrigerante? Fui no jogo em Três Lagoas contra o Misto e estavam vendendo normalmente cerveja”, questiona Rodrigo.

Mais antigo, o colorado Pedro Vilhalva, 57, viveu o auge do futebol campo-grandense e compara o ambiente de antigamente e o atual. Ele lembra que, em sua época, era como Palmeiras e Corinthians. “As pessoas tinham bandeiras em suas casas para identificar Comercial e Operário. Aqui no estádio tinha lanche e bebida, agora nem isso pode mais e o que pode custa R$ 5”, lamenta o garçom.

Mas ele não se esqueceu de criticar as transmissões dos jogos na Capital. “Se não passar os jogos no Morenão, a torcida vem mais, deveriam transmitir só as partidas no interior” reforça.

Em uma das bilheterias, três jovens torcedores do Novo Galo em contramão aos demais entrevistados veem o baixo nível técnico como motivo. “O nível técnico é muito baixo, se algum clube conseguisse chegar as divisões de cima, com certeza mais gente viria para o estádio”, ressalta o estudante Lucas Rezende, 20 anos.

Falando só em clássicos, o Morenão teve outro público pífio na partida entre Cene e Comercial, quando menos de 300 torcedores prestigiaram o jogo, incluindo as entradas franca.

O jogo em que mais teve torcedores este ano foi a partida do turno entre Novoperário e Comercial, quando 1,3 mil pessoas foram ao Morenão.

Morenão não repete clássicos de outras épocas, quando ficava lotado (Foto: Cleber Gellio)Morenão não repete clássicos de outras épocas, quando ficava lotado (Foto: Cleber Gellio)
Arquibancadas ficaram vazias apesar de 5 mil ingressos terem sido colocados a venda (Foto: Cleber Gellio)Arquibancadas ficaram vazias apesar de 5 mil ingressos terem sido colocados a venda (Foto: Cleber Gellio)
MS volta de Seletiva Sub-18 em RS com 3 medalhas de ouro e uma de prata
Os judocas de Mato Grosso do Sul que foram para Porto Alegre (RS) disputar a Seletiva Nacional Sub-18, competição que vale para o ranking de 2018, vo...
Sul-mato-grossenses conquistam medalhas no Brasileiro e Torneio Open
Dois nadadores sul-mato-grossenses conquistaram várias medalhas no Campeonato Brasileiro Senior de Natação e do Torneio Open CBDA - Correios, disputa...


É inacreditável o que ocorre em uma Capital que, quando tinha a metade de sua população atual, tinha um futebol pujante e respeitado nacionalmente. Alguma coisa grave está acontecendo para que a classe política, comerciária e industriária não se mobilizem em busca da ressurreição do nosso "futebol".
 
Pedro Roberto em 20/02/2014 17:12:55
Campo Grande está a beira da morte coletiva por tédio kakakakkak
 
Cyro chan em 20/02/2014 16:41:27
Sr. Nelson. Concordo com 90% do seu comentário, só discordo de um ponto, quem era operariano roxo, continua operariano roxo, pois o operário é maior que sua diretoria e que o Sr. Francisco Cesário. Quanto ao público, vários aspectos contribuem para a falta de dele, más o principal é o nível, é só olhar a tabela, quem está na frente, são os times que subiram da série B, e se olharem os elencos, a maioria dos atletas estão disputando as séries A e B, se é bom para manter os atletas em atividades, falta renovação para empolgar os torcedores.
 
Manoel Belo em 20/02/2014 16:07:04
Minha opinião é que os jogos do Campeonato Sul Matogrossense, poderiam ser programados para serem retransmitidos em vídeo type após o jogo, de acordo com a programação da rede. Isso levaria mais torcedores ao Estádio...pq a maioria dos torcedores querem curtir a emoção da hora do jogo, os 90(noventa) minutos jogados..................................
Espero que minha opinião seje útil e passe a serem analisadas rapidamente através dos empresários da TV MORENA, e serem testadas ainda nesse mês.....

GRATOS E ESPERO CONTRIBUIR COM ESTA NOTINHA PARA A EVOLUÇÃO DO FUTEBOL DO NOSSO ESTADO.
 
serafim abreu em 20/02/2014 16:02:53
Índio ter preguiça de ir até estadio...
 
fernando giardino em 20/02/2014 15:56:31
Alguns torcedores que deveria prestigiar o seu time, não quer pagar, só vai se ganhar cortesia. O torcedor tem que ter consciência que o valor que ele paga pelo ingresso é para pagar as despesas do time. Se o time não tiver receita fica inviável. Aquele torcedor que vai ao estádio só quando ganha cortesia é porque ele não é torcedor de fato e de direito.
 
Placida Barros em 20/02/2014 15:49:29
por mais ruim que seja todos que postaram seus comentários aqui com certeza gostam e se importam com o nosso futebol. Se não se importassem não teriam deixado seus comentários. Eu fui no jogo do novoperário e costa rica comprei duas garrafinhas de água pro meu filho chegando no portão não deixaro eu entrar com as garrafinhas quer dizer nós somos obrigados a comprar o produto deles a preços absurdos meu deu vontade de jogar o ingresso fora e voltar pra casa os seguranças me disseram que era ordem da policia militar desse geito fica dificil os times se esforçam pra tentar trazer o torcedor p/ o estadio todos, nós temos vontade de ver o morenão lotado. A federação os times e a imprensa tem que se manifestarem contra essa proibição eu só volto no estadio quando liberarem a entrada.
 
reginaldo pereira da silva em 20/02/2014 15:25:35
Quantas reclamações, lamentações. Afinal de contas, qual foi o placar???
 
Mário Soares em 20/02/2014 14:47:24
Se o jogo fosse Comercial e Operário, o publico seria de umas 3 mil pessoas !
 
Guilherme Fonseca em 20/02/2014 14:41:31
PERCEBEM COMO O INTERESSE PELO ESPORTE BRETÃO ESTÁ SE ACABANDO CAUSDIQUE HEM??? CAUS QUI NINGUÉM MAIS É BESTA SÔ, HOJE É SÓ COMÉRCIO E QUEM PAGA, FINANCIA, É O TORCEDOR .
 
juraci callado em 20/02/2014 14:33:34
Assisti o jogo pela tv. Comercial tá fraco esse ano heim!!! Faz como o Novo Operario, que conta com jogadores que depois que acaba o estadual, viram peladeiros, jogam o futebol amador aqui de Campo Grande. É o caso do Jayme, do Mamão, do Serginho, do Michel, do Agnaldo, do Pelé, do Fabrício, ou seja, mais de meio time são pratas da casa. Não precisa busca ninguem do interior de são paulo, gastando dinheiro, ou de outros estados. Campo Grande tem muito bons jogadores. Vai a sugestão pros diretores do Comercial: Dêem mais atenção ao futebol amador da cidade, com certeza encontraram bons jogadores. No CENE tem o próprio Dubinha, o Biro-Biro, o atacante Erick, que também jogam os amadores dos bairros. E no COMERCIAL qual deles joga aqui em Campo Grande???
 
jacson blanck em 20/02/2014 14:28:29
O certo seria transmitir os jogos aos domingos antes dos jogos dos times nacionais, pois assim todo mundo assistiria como uma preliminar... e tbm às terças para acabar com o lixo do BBB na nossa programação, visto que audiência não é problema para TV Morena, já que não transmitem os jogos dos times da maioria das pessoas do Estado (Corinthians, São Paulo, Flamengo) para transmitirem estes jogos do campeonato estadual QUE NINGUÉM GOSTA DE VER E NEM VAI GOSTAR!!!
 
Daniel Cardoso em 20/02/2014 14:19:48
Sou um amante do futebol, fvou aos jogos sempre, sou novoperariano roxo (antes operariano roxo) e mesmo com nosso futebol em baixa não deixo de ir aos estádios. Acho que quem está criticando a qualidade do nosso futebol tem razão, porém nada fazem para melhora-lo. Ir ao estádio, mesmo sem tererê e cerveja já é um bom começo.
Quem lá sempre está, de alguma forma está colaborando para tirar o Cesario da FFMS, o cara que afundou o nosso futebol e é protegido por políticos corruptos.
 
Nelson Silva em 20/02/2014 13:58:35
A explicação é uma só, a qualidade técnica do futebol de MS é horrivel!Tem jogos do campeonato amador que a qualidade técnica é bem melhor, só perdem na parte física!Prefiro assistir os campeonatos de bairro que é mais emocionante!Pelo amor de Deus, tirem esses jogos da TV, para que possamos assistir os jogos do RJ e SP.!
 
joão alves em 20/02/2014 13:33:58
O que os orgamizadores não entendem que a necessidade de tomar uma cerva não para se embriagar e sim para conseguir assistir o jogo por que "É muiiiito Ruim"
 
emerson simões albres em 20/02/2014 13:22:23
Gostaria de parabenizar Francisco Cesario e Marcos Tavares pelo nosso futebol no Ms
 
Rosemilson José da Rocha Ferreira em 20/02/2014 11:38:39
Revirei a Internet a procura de uma rádio que estivesse transmitindo o jogo e eu pudesse ouvir aqui de Brasilia. Sintonizei a Difusora, Cultura e outras e nada. Nem as emissoras de rádio estão mais transmitindo os jogos do Morenão??????? Só a TV Morena é que transmite para o próprio local do jogo???????
È de fato uma decadência brutal, razão pela qual não existe time no Campeonato Brasileiro a ser disputando a Série do - Favor ( Série D).
Oswaldo Santullo
 
Oswaldo Rogers Santullo em 20/02/2014 11:22:11
e outra voce não transmite o jogo para a praça que vai te-lo,
 
claudinei braz em 20/02/2014 11:16:43
E ja fui no morenão esse ano mais não da pois e muito sujo e ainda não pode levar nem água para beber pois tem que comprar água o copinho em torno de R$4,00 o latinha de refrigerante R$5,00 não tem atrativo nenhum de ir ao estadio se for a noite tem que dividir os espaço com os morcegos e que eu acho um absurdo um cheiro de fezes absurda.
 
Carlos Medina em 20/02/2014 11:05:51
Vamos lá...o as eQuipes não tem elenco, as partidas são ruins e os jogadores tem se preocupado em dar pancada ao invés de jogar futebol. Aqui em terras pantaneiras todo mundo torce para algum time de sp, rio, minas ou do sul. Não se pode ter campeonato estadual competindo com qualquer um destes times. No meu entendimento os jogos deveriam ser realizado as terças e sábados onde não se tem competições importantes. Deveria realizar o mesmo mecanismo do futebol do Nordeste, que a nota fiscal de compras da direito a entradas e a federação paga o salário de alguns bons jogadores que sorteados defendem seus clubes. Água a 5 reais só na geladeira do cezario.
 
Fernando Mirault em 20/02/2014 10:58:57
Não vou no Morenão nem a pau. Onde já se viu.....a gente trabalha a semana inteira e o que poderia ser um momento de relaxar, ir ao estádio, assistir o jogo tomando uma gelada? Nada melhor que isso. Não dá pra entender isso. Esses poucos gatos pingados que vão ao estádio, são muito corajosos. Vamos abrir uma campanha pra voltar a cerveja e o téris no Morenão.
#cervejabarataegeladanomorenao
 
JIOVANI SOVERNIGO em 20/02/2014 10:53:44
-Otima reportagem, longa e esclarecedora. Mas quanto foi o resultado do jogo ?
 
José Antonio Sassioto em 20/02/2014 10:40:06
Essa sou obrigado a comentar, é um absurdo o que estão fazendo em Campo Grande, um copo de água R$ 5,00????????? o que é pior proibir a entrada de tereré, fui no jogo do palmeiras no fim do ano e levei tereré tive de voltar e guardar no carro, isso é um absurdo, o tereré é a marca do sul mato-grossense, como podem proibir?!! é como proibir um gaúcho de tomar o seu chimarrão. Desse jeito o incentivo vai ser para ficar em casa mesmo vendo o jogo pela televisão. Abraço à todos!
 
Andre Almeida em 20/02/2014 10:38:28
Nossa passa jogo na tv morena! na minha tv só pega band na quarta e domingo... muito franco o futebol do nosso estado.
 
Silvio Silva em 20/02/2014 10:37:44
Entre:
- Ir ao estádio assistir a pelada;
- Não poder tomar cerveja;
- Assistir a pelada com transmissão amadora da Tv morena.
Prefiro abrir uma gelada, em casa mesmo, e assistir a um filme qualquer em outro canal.
 
Jair Bastos em 20/02/2014 10:33:13
O campeonato municipal de Coxim, tem mais público q esse aeee!! Vergonhoso
 
carlos rocha em 20/02/2014 10:28:24
Se esse jogo não passasse na televisão não iria mudar em absolutamente nada, o povo não iria do mesmo jeito, e outra, o novoperário não é o Operário (que o Toni afundou na lama), se fosse, teríamos o verdadeiro "comerário" ai sim, teríamos pelos menos umas 5.000 ou mais torcedores. Está faltando trazer mais jogadores de expressão, precisamos ressuscitar o verdadeiro Operário (Tirar das mãos do Toni), e os torcedores daqui prestigiar mais os times daqui, ai quem sabe...
 
Ulisses Silva em 20/02/2014 10:24:18
Sem tererê por quase duas horas ????? paracuisso companheiro, não dá prá entender o porque da proibição, sera por causa que é proibido levar bombas ao estádio KKKKKK deve ser por isso.
 
roseli jeronimo em 20/02/2014 10:23:52
A tv quer fazer a parte dela.mais enquanto estiver Francisco Cezário a frente da federação sem credibilidade nenhuma!!
 
Sergio Lima em 20/02/2014 10:18:14
É uma cultura que precisa ser implantada no MS nesta nova geração, pois a platéia que tinha nos bons tempos de futebol de nosso estado a máfia do Cezário fez com que acabasse, pois conseguiu acabar até com os times... porém é um esporte sadio que pode muito bem mudar a vida de muitos jovens que não tem opções de lazer... simplesmente crie uma tarifa social para dar acesso a todos, e de qualidade na limpeza daqueles banheiros, principalmente na segurança de todos usuários.
 
Ado Filho em 20/02/2014 10:05:17
UFA! ALELUIA! ALELUIA!.. Meu Deus, há tempos que venho falando isso, como cobrar presença do torcedor no estádio, sendo que a TV transmitirá a própria partida? Eu não entendo nada, principalmente de TV.. mas sei lá, nem mesmo jogo de outra cidade (no caso o Sul-mato-grossense) deve ser mostrado.. caso tenha jogo no Morenão, a TV eu ACHO que deve passar um filme, daqueles bem chato mesmo, sabe? Nem jogo de outra cidade deve ser mostrado. Agora quanto ao tal do tereré, ah!, faça-me o favor.... O público está igual em todo o país.. é que as pessoas que postam comentários aqui.. não acompanham. Quanto á qualidade técnica.. BASTA OS SÁBIOS VEREM OUTROS JOGOS e terão a certeza que não está nada diferente.. Senão vejamos o TIMÃO.. pessoal, acabaram os craques.. hoje é só "cabeça-de-bagre"mesmo
 
Gilson Giordano em 20/02/2014 10:05:06
Assistir pela TV um jogo narrado e comentado pela atual dupla..... nossa....deveria ser incluído nas transações penais....é muito cruel....
 
Osvaldo Pimenta de Abreu em 20/02/2014 09:48:31
Proibir tereré nos estádios?Tereré é tradição, é cultura de nós ,do Mato Grosso do Sul.É uma pena que existam dirigentes de futebol que pensem dessa maneira.(Proibir)
Pessoal, tereré não é bebida alcóolica. Ela é uma bebida que utiliza água( de preferência gelada) e erva-mate.Ela é muito apreciada aqui no nosso Estado do Mato grosso do Sul.
ENTENDERAM!!!!!!!!
 
Evódio Vargas-Engº civil- em 20/02/2014 09:42:09
Realmente transmitir os jogos nas cidades onde eles estão acontecendo é pedir para que as pessoas não vão aos estádios, simples. Lembro-me que, quando times grandes vêm a Campo Grande para jogar as transmissões não acontecem aqui, justamente para forçar as pessoas a irem ao estádio - jogada de marketing, penso eu.
 
Lucas Recalde em 20/02/2014 09:40:27
Definitivamente, aqui não é lugar para futebol. Poderiam investir no Rugby, boliche, bocha etc. etc. qualquer outra coisa, menos futebol. Todo mundo já torce para algum clube de São Paulo ou do Rio. Não dá!
 
Ivan Ilitch em 20/02/2014 09:29:36
Ontem eu fui ao Morenão, mas fica difícil voltar lá veja pq:
Ingresso R$ 15,00
Refrigerante Frutilla 2l, em copo de 300 ml R$ 5,00
Pipoca R$ 5,00
Cerveja não pode.
 
Alex Tognasini em 20/02/2014 09:28:08
E uma pena pois os jogadores precisam da torcida mas se ver por outro lado mesmo voce torcendo p/o time não vai sair de sua casa onde pode assistir deitado no sofa tomar sua cerveja tranquilo . O que ta errado e passar na televisão pois o torcedor não esta acostumado a ir no estadio assistir o jogo daqui e isso deveria mudar essa e minha opinião
 
silvana fialho em 20/02/2014 09:24:48
Transmitir ou não a partida não muda absolutamente nada, ninguem assiste essas peladas na TV se a Band estiver transmitindo outro torneio
 
Lucas Engel em 20/02/2014 09:23:40
Seria uma bênção não passar mais isso na televisão. Muito ruim.
 
Daniel Contos em 20/02/2014 09:22:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions