A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

13/03/2018 20:02

TJD multa Costa Rica em R$ 1 mil e perda de 13 pontos no Estadual

Adriano Fernandes e Gabriel Neris
Advogado durante fala no julgamento desta noite (13) em Campo Grande. (Foto: Gabriel Neris) Advogado durante fala no julgamento desta noite (13) em Campo Grande. (Foto: Gabriel Neris)

O Costa Rica foi condenado a pagar multa de R$ 1 mil por ter atuado com o lateral Paulinho em situação irregular no Campeonato Estadual deste ano. Durante o julgamento no TJD (Tribunal de Justiça Desportiva), esta noite (13), os auditores ainda estipularam a perda de 13 pontos do time, na classificação pelo Campeonato.

Após denúncia do Novo, o julgamento havia sido marcado para esta segunda-feira (12), e depois adiado para hoje à noite (13), a pedido do advogado do clube, Arley Campos de Carvalho. O clube poderia até ser eliminado da competição.

Durante a sessão Campos defendeu que o primeiro julgamento de Paulinho, ainda no passado, foi feito de forma irregular.Os auditores, no entanto, não deram prosseguimento à queixa da defesa e estipularam a condenação, durante a sessão. Cabe agora a FFMS (Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul), decidir sobre os rumos da classificação dos outros times do Estadual, afetados por conta da condenação do Costa Rica.

A sugestão do procurador do tribunal Wilson dos Anjos é de que os 13 pontos perdidos pelo Costa Rica sejam aplicados aos outros times envolvidos no Grupo A da competição. “O que configuraria uma nova classificação dos times na primeira fase e também alteraria a ordem das quartas de final do campeonato”, pontuou.

A reportagem não conseguiu contato com o presidente da FFMS (Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul), Francisco Cesário de Oliveira ou com o vice da federação Marcio Tavares, para comentar sobre as mudanças na classificação dos clubes.

A denúncia – O lateral Paulinho, então jogador do Operário, foi expulso na semifinal contra o Corumbaense e cumpriu apenas a partida de suspensão automática, obrigatória para quem recebe o cartão vermelho. Assim que o campeonato chegou ao fim, o jogador foi julgado e pegou quatro jogos de gancho.

Como não disputou o Estadual da Série B, em Mato Grosso do Sul, precisaria cumprir a suspensão na competição deste ano.

A denúncia foi feita pelo Novo, na esperança de disputar a segunda fase do Estadual, nos artigos 214 (incluir na equipe, ou fazer constar da súmula ou documento equivalente, atleta em situação irregular para participar de partida, prova ou equivalente) e 223 (Deixar de cumprir ou retardar o cumprimento de decisão, resolução, transação disciplinar desportiva ou determinação da Justiça Desportiva) do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva).

Tapetão – Este é o segundo caso polêmico envolvendo clubes e jogadores que vai parar no tribunal. O primeiro deles foi o julgamento dos jogadores e gandula citados na briga do Comerário do dia 18 de fevereiro.

Próximos jogos - O impasse sobre a condenação do Costa Rica não afetou o cronograma de jogos pelo Estadul. O clube, inclusive, ainda joga esta semana. Conforme a tabela divulgada pela FFMS, estão marcados para quarta-feira (14) Águia Negra x União ABC, às 20h10, e Comercial x Corumbaense, às 20h45.

Na quinta-feira devem jogar, às 20h10, Sete de Setembro x Costa Rica e Operário x Urso.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions