A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

20/06/2010 15:55

Torcedor comemora resultado, mas lamenta por Kaká

Redação

Terminado o jogo entre Brasil e Costa do Marfim, a seleção classificada, o torcedor com sentimentos antagônicos. Em Campo Grande, a torcida que acompanhou a partida na Cidade da Copa se dividiu entre a alegria pelo resultado e a chateação de ver Kaká, um dos principais nomes do time, ser expulso.

A reclamação veio com mais ênfase das torcedoras, as chamadas "kakazetes", admiradoras do jogador mais por sua beleza do que exatamente por seu futebol. "Esse juiz é que devia ser expulso e nunca mais apitar uma Copa do Mundo", reagiu Ana Paula Fernandes, de 16 anos, em meio a um grupo de garotas que se mostraram torcedores efusivas do jogador.

"Estavam batendo muito nele, tinha momentos no jogo que tinha 3 jogadores marcando", analisou. "Ele não queria bater", defendeu a amiga de Ana Paula, Fabiana Cindy, 22 anos, sobre o lance que resultou no segundo cartão amarelo para o brasileiro.

"Ele vai fazer uma grande falta para nós contra Portugal", definiu a assistente social Maria Coelho, de 66 anos. Kaká vinha de um primeiro jogo sem grandes lances e nesta partida esteve melhor.

Entre os homens, a opinião é parecida. Mais ligados em futebol, eles defendem que a decisão do juiz de tirar Kaká do jogo foi injusta, diante da violência praticada pelos jogadores da Costa do Marfim o jogo todo.

Para Olavo Geraldo, de 42 anos, a expulsão foi "irregular, ilegal, injusta".

"Foi uma idiotice", simplificou Natal Barros, de 61 anos. Pare ele, Kaká apenas se protegeu de uma jogada violenta, após tantas ocorridas no jogo. Uma delas tirou o meia Elano da partida.

Vestido com uma camisa da seleção com o nome de Kaká, o torcedor

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions